Fabiano Augusto tem um rival

O local onde eu moro mudou de TV a cabo, da TVA passamos para a Net, um fornecedor muito bom, exceto pelo fato de que a gente assistia pra caramba Band News e Band Sports, dois canais que ficaram por lá mesmo…
Ao menos na Net tem SBT, Record e Bandeirantes, coisa que não existe para a Sky.

E na Net pude voltar a ver o canal Shoptime, que eu assistia bastante pela saudosa Multicanal até 1998 quando mudamos para a TVA. A princípio, notei que a imagem piorou bastante em relação a 1998, não sei por quê.
Segundo, depois de alguns anos assistindo ao Shop Tour, o Shoptime parece um tanto sonolento… as câmeras mal se mexem e os apresentadores as vezes falam 8 minutos sobre a mesma coisa. Sem falar que é impressão minha ou o estúdio novo que o canal passou a ter em 98 encolheu, só vi três cenários agora…

E o negócio é o seguinte, desde 1996, quando passei a ter TV a cabo, vejo o apresentador Ciro Bottini no Shoptime. Bottini já trabalhou na rádio Transamérica aqui em São Paulo, e fora o ST ele só apareceu em comerciais do Baú da Felicidade e no programa Tempo de Alegria do Celso Portiolli (muuuuito ruim esse programa), fazendo merchans, graças a uma possível brecha em seu contrato com a Globosat, e depois apresentando um sorteio de carros, onde foi substituído por Faustão.
Bem, acabo de ver como está ele em 2005, a frente do mesmo programa, o EletroShop, e digamos que o Fabiano Augusto das Casas Bahia acaba de se tornar um J. Silvestre…

Com uma voz anasalada (deve ser resfriado, ele já fez programa assim), Bottini narra as características dos produtos como se narrasse um jogo de futebol e ainda improvisa um “diálogo” com um telespectador imaginário.
É como se ele continuasse no rádio – inclusive quando eu fiz curso de locutor há 10 anos atrás, uma coisa que os professores comentaram era que na Transamérica FM os locutores nunca falam devagar, nem mesmo durante a madrugada, estão sempre animadíssimos, tal qual certos suricates da Disney – locutores que ousaram quebrar o padrão foram demitidos. Eu até gostaria de saber se o pessoal da Rede Malas, especialista no assunto, já ouviu falar dele…

Outra história curiosa do canal é a respeito de Fabiana Boal, uma das apresentadoras atuais. Me recordo que ela começou ao lado de Viviane Romanelli e Mauro Jasmin, testando equipamentos de ginástica, e certo dia, Viviane não pôde vir e botaram ela de apresentadora. Pelo jeito deu certo, e ainda mais depois que Viviane foi para a TV aberta. Ao menos Fabiana quando começou a falar na frente das câmeras me surpreendeu positivamente.
Bem melhor do que Mauro Jasmin, que estrelou na época um comercial do bombom Ferrero Rocher e foi dublado. O comercial e a dublagem dele ficaram ridículos (era aquele da festa que rolava em um dirigível, super adequado à realidade brasileira, ele dizia: “Capitão, vamos pousar!”)

E vejam vocês, o Shoptime já chegou a ser exibido aos sábados a tarde em 2001, na TV Gazeta (canal 11 de São Paulo), sendo talvez o programa com o maior orçamento a ser exibido por lá…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s