Mais Manchete: Outro site também ressuscita a emissora

Primeiro falamos sobre o http://www.redemanchete.com.br. O site realmente pertence à alguém da família Francfort – e Elmo Francfort estaria escrevendo um livro sobre a emissora, mas o site não é atualizado desde 2004. [EDIT: O livro foi lançado em 2008, pela Editora Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.]
Mas outro site também está ressuscitando a emissora. Só que eu acho que se trata…hááá, de uma pegadinha, meu chuchu! O site mostra fotos de uma suposta “nova redação da Rede Manchete”.

E mais: imagens do que seria o telejornal da emissora! Aí você vê as imagens divulgadas pelo site. Um trabalho de primeira: uma faixa rotativa dando as notícias, tudo em português… e ao fundo imagens em computação gráfica. Mãns, veja o site daonde esta imagem foi tirada. Abra outra janela e depois volte pra cá.
Perceba que as imagens que estão atrás dos desconhecidos apresentadores da Manchete são exatamente as mesmas que estão em sua versão original, logo abaixo, na mesma página.

Ora, senhores, computação gráfica, em tempos pós-Jurassic Park, não é prova de coisa nenhuma. Ainda mais saída diretamente do computador. Para uma emissora dos anos 00, até que as vinhetas estão simples demais! (e olha que as da Manchete já foram mais avançadas que as da Globo). “Aquela” computação gráfica que só tem letrinhas e formas geométricas, que assombrava a todos nos anos 80, hoje é possível para qualquer computador acima de 486SX. A ponto de eu, este pária televisivo, enquanto escrevo esta matéria, fazer a imagem ao lado para vocês, da minha emissora particular (dãrdy, mas que viagem! É que eu já tenho a Salt Cover!)

Outra página mostra estudantes de jornalismo visitando a mesma redação. Cadê o “M” da Manchete? Não se vê em nenhum lugar do cenário! O destaque é dado para um misterioso aro com efeito de luz volumétrica, e nada mais. Além do mais, que eu saiba, vermelho nunca foi exatamente a cor favorita da emissora em telejornais.
O pior é que tudo é perfeito. Pensei que poderiam ser fotos do estúdio de algum telejornal estrangeiro, mas o tipo físico das pessoas que aparecem nas imagens não parece europeu, nem norte-americano.

Não sei o que acontece. Enquanto que a página as vezes parece uma brincadeira (uma computação gráfica diz “Manchete Virtual”), em outras vezes parece que a coisa fica séria: são mostradas instalações e computadores recentes (ou nem tanto, os Macintosh azul translúcidos não são o último tipo da empresa), além de ser publicado um extenso texto jurídico dizendo que essa, digamos, nova emissora pode usar o nome e o símbolo da Manchete. Mas o texto fala em TV ÔMEGA – que, todos nós sabemos, é a RedeTV! que está aí, e o texto ainda por cima está incompleto.
É, canta aí, Thurl Ravenscroft: mistérios da meia-noite, que voam longe, que você nunca, não sabe nunca, se vão, se ficam, quem vai, quem foi…
Se alguém tiver coragem, clique nesta página, onde está o E-Mail da suposta Manchete.

6 Respostas para “Mais Manchete: Outro site também ressuscita a emissora

  1. Eu soube desta página sobre a “nova Manchete” há um tempo atrás. Fiquei muito feliz, mas achei estranho. Principalmente porque o processo contra Bloch Editores e Rede Manchete Ltda. estão parados há um bom tempo. E é claro, se houvesse algum avaço, a mídia iria mostrar. That’s why, eu desconfiei.

    Outra coisa sobre a Mancha: Muitos dizem que o prédio da Editora Bloch e Rede Manchete, na Rua do Russel, teria sido vendido para uma universidade. Bom, no site desta universidade, já tem até foto. Só que eu tenho certeza (se meus olhos não estiverem me enganando)de que não há nenhuma escultura, logotipo ou afins que identifiquem o prédio como sendo o mesmo da foto…. E mais!: parece que a minha querida RedeTV!, agora que já quitou sua dívida, estaria também interessada no prédio da Glória. Seria esta uma nota verdadeira??? Pelo que sei, há boatos dentro dos escritórios da Exclamation Network aqui no Rio sobre esse possível interesse, mas tudo corre em boca pequena. Como você mesmo encerrou a sua nota: Mistérios da meia-noite que voam longe, que você nunca, não sabe nunca, se vão, se ficam, quem vai, quem foi…

    ***Conferiu o que eu disse sobre Elmo Francfort? Eu comentei, mas pensei que você não tinha lido. Que bom que você confirmou.

  2. Na verdade, estas fotos apresentadas no sítio da “Nova Manchete” são da redação da RTP (Rádio Televisão Portuguesa) de Portugal (www.rtp.pt). Já vi o âncora apresentar o Telejornal pela RTP Internacional. Seu nome é José Rodrigues dos Santos. Para quem quiser saber mais sobre o Telejornal e os apresentadores, entre no site (http://www.rtp.pt//wportal/sites/tv/telejornal/rostos.shtm). O outro âncora também é da RTP. Apresenta o Jornal da Tarde. Seu nome é Hélder Miguel Ribeiro da Silva. Pode também ser visto no site da RTP. Este site da Nova Manchete é falsa e vocês podem comprovar visitando o site da RTP. É impressionante como tem gente mentirosa neste mundo, querendo fazer montagens baratas e espalhar boatos sem fundamento. Espero ter esclarecido esta farsa.

  3. Obrigadíssimo, Guilherme! Realmente, essa foi impressionante, bem que eu desconfiei de alguma coisa naquelas fotos, que não pareciam ter sido tiradas aqui no Brasil… Bom, falta alguém dizer isso pro pessoal do “Portal da Manchete”, ( http://www.redemanchete.tehospedo.com.br/portal/index.asp)
    onde eu descobri esse site phalso aí. Valeu!!
    E, Pedro Paulo, segundo relato de outra pessoa no Portal da Manchete, parece que essa universidade estaria mesmo ocupando o prédio. A questão é… para onde estariam indo todas as coisas que estavma lá dentro?…
    Sei lá. Se bem que seria até interessante a RedeTV! tentar encerrar dignamente esse capítulo da história da TV brasileira. Já imaginou, de um pseudo-complexo com 2 estúdios e meio em Alphaville, para Água Grande, com o maior estúdio de TV da América Latina?…

  4. Só uma retificação, Igor: Os estúdios da Água Grande, em Irajá, já se phoram há tempos. Não há mais nada, a não ser um supermarket. Os estúdios aos quais me referia eram da Rua do Russel, onde funcionavam a Rede Manchete – linha de shows e da Bloch Editores.(Água Grande – produção de novelas e apenas 1 estudio para shows)

  5. Valeu a retificação, e essa eu não sabia, quer dizer que Xuxa e Angélica batiam cartão lá mesmo, na Rua do Russell? Interessante. Já sonhei alguma vez na minha infância em ir àquele programa, nos tempos em que Xuxa ainda podia sair às ruas sem ser incomodada, mas morando em São Paulo é um pouco difícil.
    Já Água Grande fez água. Mas tudo bem: e se virasse un tiemplo de la Iunáiversal?… Obrigado a todos.

  6. por favor alguem pode me responder se e contra lei a minha tv na internet usar o nome de tv manchete ou simpesmente de “a nova manchete”.
    sou um fã da manchete e estamos montando um canal de tv na net com esse nome…..
    obrigado !!!!

    > Eu não tenho idéia sobre a legislação, mas aparentemente não seria recomendável, uma vez de que ainda existem rádios e a revista com esse nome. Além disso, há uns 10 anos, haviam planos de um empresário que queria comprar o grupo, pagar as dívidas e voltar com a emissora, que ainda tem um nome no mercado (afinal, quem é que levantou a audiência do SBT?…). Creio que vocês deveriam tentar um nome original, ou, no máximo, algum trocadilho, sei la (como existem os postos de gasolina clandestinos PR, RR e 13R, que concorrem com os BR…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s