Leia o post anterior

Este post talvez fosse mais adequado para o ICBIT’s, mas envolve televisão. Estou escrevendo em cinza porquê este post envolve assuntos um tanto ‘chatos’ e costumeiramente não abordados por mim na Internet. Primeiro, foi o Caderno de Informática da Folha de ontem (1o. de março). Depois, o assunto foi abordado no Superpop, que discutia sobre o fim dos tempos e um E-Mail que seria “a revelação do verdadeiro terceiro segredo de Fátima”, o texto foi rechaçado até mesmo pelos próprios participantes do programa.
E agora, a MSN, um dia depois, também toca no assunto.

Até então, os chips de identificação colocados sob a pele só eram usados em animais, e estavam presentes em algumas “teorias conspiratórias”. Mas desde ontem, de uma hora para outra, só se fala neles. Por quê será?
Já existe uma versão disso para automóveis, o Sem Parar, onde os motoristas circulam livremente pelos pedágios e estacionamentos de shopping, e tem tudo cobrado depois na conta ou no cartão.

Fala-se que esses chips seriam o próximo estágio de desenvolvimento, ou a evolução dos cartões de débito com chip smart card – um chip semelhante ao dos celulares da Claro (mas aí usado com outras finalidades, como número da linha e identificação do assinante). E que, inclusive, até teria marca: Mondex, marca de cartões de débito da MasterCard – que, aqui no Brasil, é Maestro. Um “dinheiro eletrônico”, que ao contrário dos cartões de banco, você não tem como ter dinheiro real a partir disso, e exatamente como o sistema de créditos que substituiu as fichas na Playland (casa de jogos eletrônicos).

Esses chips seriam implantados nas mãos, inicialmente… O que cumpriria o escrito no livro de Apocalipse, onde haveria uma época onde as pessoas teriam uma marca na testa ou na mão e sem esta, não poderiam comprar nem vender mais nada. Cédulas, cheques e até mesmo os atuais cartões smart card seriam banidos. A base desses chips de identificação seria o código de barras, que muitos afirmam ser ‘o sinal da besta’ (três numeros seis), uma vez que os marcadores de começo, meio e final do código seriam o número 6 (duas barras finas – embora em alguns produtos, quando se lê 6 na linha de baixo, a barra seja diferente, mas na maioria dos produtos são duas barras finas).

Galera, o phuturo chegou, mas não dava pra esperar mais um pouquinho, não?… Sei lá, pelo menos até o Brasil se tornar uma potência mundial…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s