Pânico na TV: quem ficou em pânico foram SBT e Record, que ficaram em terceiro e quarto

E vamos ao que rolou no Pânico na TVola!!
– No “Momento 5 anos”, uma matéria com Sílvio e Vesgo, incluindo Sidney Magal quando ele sequer sonhava em ser professor de escolinha, mas já exercitando seus dotes de humorista. Caramba, o Vesgo tinha mais cabelo, hein?… Nesse momento também foram reprisados vários quadros com o tema páscoo-chocolatídeo. Sem querer, um deles já mostrava que a idéia do quadro da Amy Winehouse não era nada nova, lá estavam os coelhos fazendo quase que as mesmas coisas uns 3, 4 anos antes, só com exceção do chute de duas pernas no ar.

– Curiosamente o Pânico Delivery continua com a Mulher Samambaia na abertura, embora ela já esteja à quilômetros… Suspeita-se que ela esteja no programa “The Farm Brasil” da Record, cujo elenco é mantido em sigilo.
E o cara que a equipe resgatou foi um dos mais chapados que eu já vi. Como eu estava cansado pra Caracas por mais um dia de trabalho, me identifiquei e assisti o quadro bem mais do que normalmente. Aliás, o cara vomitou mais de uma vez, mas a edição abrandou isso de uma forma muito engraçada – ao contrário do Descontrole, que já mostrou Cidão (que já fez parte do Pânico na TV em 2004) vomitando em frente às câmeras, na lendária saga da Ximbica.

Amaury Dumbo (Carioca), Maria João (Sabrina) e Freddie Mercury Prateado (Edu Sterblich) atacam novamente, desta vez em uma festa da qual participou um velho-novo conhecido nosso, o cirurgião plástico Robert Rey. Com participações especiais dos “parentes” dele, interpretados pelo mini-elenco reserva do programa, não sei por quê, mas eu ri pra caramba.  Curiosamente, Robert Rey foi apenas imitado por um convidado da festa (que é a cara do hoje senador Collor) e que acabou falando sozinho à la “Tia do Pânico”. Ah, destaque para o “tema musical” do Dr. Rey, cantado pelo Edu Sterblich, não sei como eu não pensei nisso antes.

Christian Pior e Robaldo Ésperman entrevistam os BBBs, mas alguma coisa está errada, é que são os participantes do BBB 9! Essa entrevista deveria ter acontecido em 2010!… Bom, sei lá. Não achei muita graça, talvez pelo fato de não ter assistido the triple B, o fato é que eles entrevistaram todo mundo desse programa, inclusive em estado Jeremy de consciência. E sobrou peitsinhooo até para o diretor J. B. “TV Colosso” de Oliveira. Tô falando, esses cumprimentos saphardanas ainda vão dar processo… Mas já vi matérias piores e essa aí ganhou de goleada do “Dicas”, portanto valeu.

Christian Pior também apareceu, antes disso, em uma matéria sozinho, tendo Rodella como figurante. A festa era o lançamento da novela Caras e Bocas, de la Red Gluebo, e que coincidentemente é a especialidade de Rodella. Os atores até que deram muitas entrevistas, a única atriz que apareceu ao som da Marcha Imperial, curiosamente, foi Maria Zilda Bethlem, que ao contrário de outras atrizes que tem por aí, curto o trabalho dela, que já fez parte da TV Pirata no último ano “legítimo” desse programa.

Sabrina Sato vai ao show da banda Kiss. E ela logo de cara diz: “Se Stallone não me quis, o KISS me quis!…” – um dos trocadalhos concorrentes ao Troféu Mallandrops 2009! E, cacetada, ela entrevistou os caras! Morria de medo deles nos anos 80 – alguns colegas de classe, com menos de 10 anos, já eram fãs deles. Hoje, vi a matéria e enxerguei eles mais como palhaços de humor sarcástico que tocam rock, mais ou menos como as roupagens alternativas da Banda Viva Noite, guardadas as devidas proporções, craro (o Kiss tem mais anos de estrada do que eu tenho de vida [/Clodovil mode off]). Além de Sabrina (e isto passou no Fantástico, não no Pânico) a banda se encontrou com, quem diria, um phã-mirim deles, e que é fã do baterista – quer dizer, o cara conhece o pessoal mesmo (o Gene Simmons, que até quem não curte rock já ouviu falar por aí, é baixista.)
Mãns os hrrrapazes de Nova Iorque, the hottest band in the world, não seriam os únicos astros internacionais nesta edição do Pânico.

Amy Winehouse do Pânico, desta vez foi ao circo, e, quem diria, enfrentou uma rival da casa: Sabrina Sato! Claro que Amy não deixou barato e terminou com Sabrina em grande estilo. Pergunta técnica: eles tem redatores para esse quadro ou inventam as situações conforme os ambientes?… Só por curiosidade.

Dicas com Marcos Chiesa mostrando os piores lugares pra esconder ovos de páscoa. O quadro “menos pior” foi o do ventilador de teto. Pela primeira vez digo: não gostei deste quadro, que começou a ficar meio repetitivo. E fiquei com raiva de cães de guarda em geral, portanto esconda o seu quando me vir passar pela rua. Espero que o próximo seja melhor.

Sylvester Stallone foi tema de mais de meia hora de programa. Primeiro, uma matéria especial de Vesgo e Sílvio onde eles fazem uma bella de uma inmitación do filme Rocky II (aquelas famosas cenas do Rocky correndo e treinando exaustivamente, junto com o Apollo), algo que possívelmente Rafinha Bastos faria se ainda estivesse na ativa em seu antigo estilo de humor. Vesgo desaphia Victor Belfort para um braço-de-ferro. A habilidade de Vesgo com o braço-de-ferro ele já demonstrava na época do Corvo, do Descontrole.
E depois, Oooo Impostor, o novo ídolo do programa, vai ao hotel onde Stallone está hospedado no Rio de Janeiro. Pra estes dois quadros, vale assistir a reprise, grave em DVD-Dual Layer em modo XP.

– Uma característica que está se tornando marcante no programa é o uso de imagens invertidas no sentido horizontal para esconder nomes dos coitados dos patrocinadores (boicotados por programas esportivos em geral e por aí vai…). Por enquanto ainda não está irritando, mas dá pra notar em alguns detalhes, como no símbolo do microfone. Até algumas imagens parecem ser produzidas pensando nisso, colocando integrantes de duplas na posição inversa do que ficam normalmente, só pra você não notar o efeito de “flop” – nome oficial disso no Final Cut Pro.

O programa terminou no palco, com uma disputa pheminina de braço de ferro entre duas assistentes de palco. Apesar de alguns pontos fracos, esta edição atingiu a maior audiência da história do programa, com média de 11 e picos de 16,1 pontos ficando na frente do SBT e da Record – é, mais essa, o Gugu anda ganhando da Record ultimamente, olhaaaa! Enfim, pra um programa que se questionava se ele ainda iria existir, o Pânico na TV até que está se saindo muito bem, e em plena era pós-Kaiser.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s