Record: ownada no site, e ownando as críticas deste blog com TPiR

O site da Record foi invadido ontem, por volta de umas 3 da tarde, com mensagens não “pró-Globo”, como a imprensa disse, mas anti-IURD.
Hoje, as 8 e meia da noite, a emissora vai levar ao ar um Repórter Record especial a respeito desses assuntos. Se o RR “normal” já dava uma grande audiência, imagine esse programa anormal, mesmo sem o Cabrini. Ainda mais com o Pânico na TV começando uma hora depois, vix…
E pra quem não quer nem saber de Record, na próxima quarta tem uma opção proceise: o SBT Repórter em homenagem aos 28 anos do SBT, incluindo a primeira entrevista de Maísa Monjardim Silva. Esse eu garavo!

Não sei se a Record está sentindo um certo baque com um formato internacional, 100 contra 1, sendo gravado por Roberto Justus nos estúdios da Casablanca.  É que o contra-ataque deles parece vir com o mesmo peso: é o clássico dos game shows, sobre o qual eu ja falei neste blog, The Price is Right. Silvio Santos já apresentou um programa parecido (O Preço Certo), e com o mesmo nome era um programa diário com Cristina Rocha e Mauro Zukerman (aquele dos leilões), que fazia alguns jogos desse programa pelo telefone. A diferença é que na época era um mero copião de algo que Silvio já deve ter assistido muito nos videocassetes dele, e desta vez é tudo igual ao original, comprado da Fremantle e tudo o mais. Se algum dia liberassem a propriedade de emissoras de TV no Brasil a grupos estrangeiros, não me estranharia se a Fremantle fosse dona de umas duas redes…
Só faltava a cortina vermelha atrás do “Lombardi” com o logo da CBS fazer parte do formato… (no TPiR o locutor em off está no palco e aparece).

Rapaz, eu gravei, não sei aonde está por aqui, em 1998 o Silvio Santos fazendo o Plinko, no Topa Tudo por Dinheiro. O Plinko era uma das provas mais queridas do TPiR americano, todo mundo queria participar, era um lance de jogar uma ficha que bate em cilindros e muda sua trajetória até cair embaixo, mas com um tabuleiro enorme, com uns 2 metros de altura, que a pessoa subia atrás através de uma escada. E o pessoal do SBT fez um display IGUAL ao do TPiR. Silvio Santos deve ter chorado de emoção, sei lá… Acho que foi um dos covers mais bem feitos que eu já vi.

O formato do programa é muito bom, vamos ver se o apresentador corresponde… Pode ser que o programa saia mais parecido com Atinale al Precio, a versão oficial produzida pela Televisa, já nos anos 2000, do que com o originalzão, com seus cenários purpurinados (lembra do Roletrando das antigas? Pois é…), que foi produzido durante quase 40 anos no mesmo estúdio em Hollywood. Esse, é capaz até que eu assista! É só não pôr no mesmo horário do Pânico na TV…

Anúncios

Uma resposta para “Record: ownada no site, e ownando as críticas deste blog com TPiR

  1. Felipe Pimenta de Souza

    A Record falou que aquele documentário “Muito Além do Cidadão Kane” era da BBC. Engano. É do Channel 4 (até a Desciclopédia sabe disso).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s