Intervalo do telejornal e os muros da 23

Não costumo assistir ao SP Record. Aí eu assisto e, no intervalo comercial, me deparo com nada mais, nada menos, do que 5 inserções publicitárias do governo do estado de São Paulo, sobre tudo quanto é assunto: lei antifumo, saúde, obras viárias, etc. O que será que Paulo Henrique Amorim acharia dessa?… Comecei a pensar a respeito da independência editorial que teria a emissora, afinal eles são muito independentes, não são “manipuladores” como a Globo, não é besbo, geintsh?….

E outra notícia curiosa, que acho que era até para o blog principal, mas vai aqui mesmo, já que este blog é muito mais lido. Domingo eu estive passando pela Av. 23 de maio, e, como passageiro que sou do carro, notei que os grafites que haviam nas semanas anteriores em alguns lugares haviam sido subsituídos por um cinza-amarelado. Até iria comentar algo aqui no blog e acabei não escrevendo: alguns deles inauguraram um novo gênero que nunca vi antes, letras brancas com bordas pretas (algo talvez considerado “padrão” demais para um grafite, mas era assim), com frases em inglês, como Next time, leave your preconceptions at home, They take more than they deserve e 15 seconds of fame. Uma idéia deveras interessante, já que pela 23 de maio chegam eventuais estrangeiros que se dirigem, recém chegados do aeroporto de Guarulhos, até a região da Av. Paulista, e mais adiante, da Berrini / Roberto Marinho. Todos eles passam pela 23 de maio, se não quiserem parar em semáforos.

Reprodução de como seriam mais ou menos os grafites em questão
Isso lá pelas 9 da manhã. Passei novamente por volta das 1h30 da tarde e, surpreendentemente, novos grafites foram feitos, em uma área muito maior, e em número muito maior, também!! Deu até a impressão de que aquilo foi feito por mais de 30 pessoas. Algumas figuras repetidas dos grafites apagados, mas algumas novidades, como grafites defendendo sua própria linguagem, outros criticando a Globo, algo que eu nunca vi nessa linguagem, e alguns em um tom extremamente direto: “Bom dia, prefeito!” Enfim, um verdadeiro manifesto anti-lei CL. Depois dessa, vai ter publicitário sorridente e pheliz no dia de hoje após ler este blog.

Mãns, lembrando que este post corre o risco de ser um “canto do cisne” de postagens com este tipo de assunto na Rede Igor C. Barros. De repente talvez eu até precise apagar este post amanhã. E virar um blog um tanto alienante, sei lá, publicar receitas de bolo… Deus nos livre e guarde. Oremos, irmãos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s