Brilha muito no XdZ: A saga do neo-Jeremias

Uma história até então desconhecida de Zina vem a público, com a ida deste à delegacia – na verdade ele não foi exatamente “preso”, ele foi à delegacia assinar um termo de ocorrência, porquê a quantidade de CO²* que estava com ele era a de um usuário, mas ele precisou pagar fiança para sair de lá.

O que não se sabia até então – nem a RedeTV! admite a história – era que Zina havia processado a RedeTV!, não só por ter virado “vinheta” e por ter virado camiseta (o que eu acho estranho, a impressão que o programa passou é ele ter ficado surpreso positivamente com este ítem), mas por ter sido supostamente ridicularizado pela equipe da RedeTV! que gravou as imagens.
O processo só foi extinto porquê… Zina teria um transtorno mental grave. Está explicada a ‘espontaneidade’ de Zina.
No entanto, apesar de tudo isso, Zina pediu para o processo ser retirado após sua primeira aparição no palco do programa. De repente, não foi bem de graça, à la Gugu, que Zina acabou ganhando uma casa da RedeTV!.

Rapaz, eu no lugar deles, me preocuparia com o carroceiro da Vila Cruzeiro (“Ô Adriano, tá me ouvindo?”) e com a senhora de Santa Catarina (“Rutê!”). Ah, e com as Musas da Beleza Interior! E vamos em frente.
___________________________
(*) O Google só me traz sem noção aqui, não quero piorar isso ainda mais. Se eu, quando escrevo da passarela da Record só recebo comentários de gente me chamando de Vildomar, imagine se eu escrever sobre esse produto tão apreciado no leste da América Latina!…

3 Respostas para “Brilha muito no XdZ: A saga do neo-Jeremias

  1. Sorte sua! Já me chamaram de Sonia Abrão.

  2. O que eu escuto de muita gente (principalmente a geração 25> (vinte e cinco anos para a frente) é que o Pânico cavou sua própria sepultura com o homem do Ronaldo. Contratar um cara que visivelmente é usuário de drogas, e chamá-lo para um mundo no qual ele não pode ser quem ele é – essa foi a intenção do Pânico, ao meu ver – foi uma loucura, e a brincadeira chegou no seu limite.

    Acho que estão se falando muita coisa sem saber, e vão mexer no que está quieto, que é a vida pregressa do rapaz. E vai dar em “merlin” tudo isso.

    E, sinceramente, acho que o Marcos da Silva Heredia deve estar arrependindo de ter proferido a palávra que o levou do apogeu à crise em tão pouco tempo:

    RONALDO.

  3. Isso, fora a polêmica (mais para traque do que para polêmica, mas, enfim) gerada pelos estudantes de propaganda do IESB, aqui em Brasília, que produziram esse comercial:
    .

    .
    Falhou tanto que teve até votação no site da universidade para saber se queriam que a propaganda ficasse ou não no ar! E a rejeição ganhou!
    (o sentido da propaganda era que, se você não tivesse “a sorte” que o Zina teve em se tornar famoso, a solução era o IESB, para ‘brilhar muito’ na vida profissional)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s