Pânico na TV 06/12: As nossas fazendas são melhores que as fazendas dos outros

Pânico na TV, óóóóó rrresumo!  Que está IMENSO desta vez, portanto clique em “Manter a Leitura”, pega a pipoca e o refri, abre outra aba pro site da RedeTV!, e vamos nessa! Este programa chegou a ficar em primeiro lugar de audiência, mais uma vez.

– Estou sem paciência pra merchãs hoje, em todos é FF, sem dó nem piedade. A menos que comece a rolar uma permuta, mas como o Dunkin’ Donuts, a Hershey’s e a Coca-Cola não são patrocinadores do Pânico na TV, danôsse.

MEDA: Christian Pior na inauguração de um salão de beleza de luxo. Os convidados chegam em carros que não existem no Brasil, como o Mini Cooper… mas Beth Zafir chega de Gol. Carla Vilhena adere ao “Vem Comigo” –  também, o Pior não sabia que a Globo deixou Patrícia Poeta posar em uma revista de moda e ela não!
Curiosidad: Pior é xingado pela primeira vez durante a gravação – “É o pobre do Pânico!” – detalhe, por alguém que anda de ônibus. O cara nem xingou corretamente, como quando é o Carioca que grava as matérias… E mais gente que você conhece, como Daniela Cicarelli (que tem apenas 20 dedos! 21 é outra!), Deborah Secco, Otaviano e Flávia, Gabriela Duarte…

“… Meu bem, a minha agenda no celular está poderosíssima. Eu tenho mailing, você tem o quê? Inveja! Se corta, fã da banda Calypso!”
– Christian Pior, à caminho das prophundezas, y quizá, de la perdición (e como é que ele adivinhou os nossos góstos musicais?…)

– Peraí, laranja não se escreve com til! – Calma, criancças, já já vamos entender.

Marília GabriHerpes, vulgo The Edu Sterblich Show! Entrevistando nesta edicção Zezé Arruda (um político cheio de dinheiro e arrudas…), Lady Kaga, Lady Smaga (acho que eles se aproveitam que ela, ao contrário da Xuxa, não tem como ver esse programa), e Migué Falabella – Carioca em uma imitação inédita. O objetivo deste é beijar o Ceará! (Putz, o granetone do Pânico é muito melhor que o do Casseta & Planeta!)
Logo em seguida, um quase parente do governador brasiliense, Fábio Arruda (Carioca) surge para dar sugestões de moda para Zezé Arruda. Moda íntima, no caso.  Migué Falabella exige que o Ceará legitimo esteja de Sílvio, em uma metalinguagem que eu nunca vi na televisão, fazendo todos trocarem de papéis. Show do Carioca, e desta vez não falo do Flamengo (só o cabelo podia ser um pouco melhor produzido, mas tudo bem).

Emerson Bibapaldi (Christian Pior, pior do que nunca – putz, já já o Evandro me processa) e Rubinho (Carioca – mais parecendo o Astronauta do Maurício de Sousa) o  em um prêmio de automobilismo, com pilotos à granel.
Matéria meio ruim, porquê eu, que já estava de mal com o CP, fiquei mais P#$% ainda com a inconstância dele no personagem “Emerson”. Mas o que salva a matéria é a presença do Barrichello original (que, claro, nem quer saber deles) e de pilotos como Cacá Bueno fazendo baliza e ensinando a phazer uma ‘chupeta’ entre baterias de carro. Matéria matsumoto, por mim, essa fica de recuperação.

O Mijo & o Bicho for Girls again, com mais candidatas à Mariah Carey.Esta foi a edição mais fraca do ano, onde eles colocaram um monte de baratas. Perto do que este quadro já foi, essa foi completamente sem graça (e olha que é difícil eu achar algo do Pânico sem graça, eu sou muito menos exigente do que os críticos de TV, eu curtia as pegadinhas do João Kleber!). Barata já tem em banheiros, ao contrário de elefantes e camelos. Até o Arena Gladiator foi melhor do que isso, se passar na sexta, assista.

O Fã: Desta vez, o nosso vocalista de heavy metal preferido aborda… Leo Rosa, Sophie Charlotte e Nana Gouvêa. Os famosos não andam tão famosos assim, acho que eles estão começando a pegar ônibus, sei lá… (A propósito, você sabia que o Terminal Rodoviário Tietê é só o segundo maior do mundo? O primeiro é o de Nova Iorque. Inphormación dos administradores deste.)

Pânico Delivery. Notamos que o da semana passada, que havia aparecido na escalada do programa, ficou engavetado, este é outro episódio. A vítima desta vez é diferenciada: é um produtor de vinhos e que já tentou se inscrever várias vezes no BBB. A prova, curiosamente, tem a ver com seu ramo de atividade: vinho à moda antiga. (Ou foi uma mega coincidência, ou os breacos são escolhidos à dedo… mas João Kleber está na Record Internacional, não na RedeTV!, segue!) Se você usa óculos de grau, tire nesta hora. Sabe aquela novela “Renascer”? Lembra o que os caras viviam fazendo a novela inteira? Pois é, mais ou menos aquilo, só que com uvas. Bleargh!
Dentro da limusine, muitas besteiras à granel e Soletrando! Na “Hora da Larica”, um super receita de macarrão com chouriço.
Rapaz, eu se fosse a Dani, procurava um gastroenterologista ou um endocrinologista, já tá ficando sério o problema de saúde dela. Ou se os enjôos persistirem, sei lá, um obstetra. Mas desta vez, ela é acompanhada pelos demais integrantes do programa. O quadro termina flopado, só pra não mostrar o CrossFox escrito do lado. Já vi delieveries melhores nesta vida.

Musa da Beleza Interior, com Vesgo e Polviglio. Musa é o que menos tem nesse quadro. Tem até Bin Laden tupiniquim. Rapaz, se piscar a gente perde piadas. Nem todas devidamente engraçadas, mas enfim… Ah, e Antônio Nunes a granel. Na verdade, até uma Antônia Nunes:

– Me falaram também que você cobra 400 reais pra assustar uma casa de 3 quartos, é verdade? – Polvilho
– Melhor do que cobrar 200, como você! – Antônia “Musa”

Como é que é, bronzeado champignon é o futuro?! E eis que a matéria começa a vaijar na maionese, em um dos poucos momentos que eu ri neste programa.

Sabrina em Brasília com a repercussão do caso José Roberto Arruda, fazendo perguntas pertinentes e impertinentes aos cöeridos frequentadores do começo do Jornal Nacional. Mas nem por isso a edição pega leve com eles.
Pedro Simon dá esperança, sei lá, aos internautas?… Enfim, vídeos à granel, e cobranças à Lula. Além de comentários sobre a cena mais vergonhosa, a de alguns envolvidos na corrupção orando a Deus. Preste atenção no comentário de Maluf… Pô, mais defesa pessoal com o líder do PSDB?… E distribuição de arrudas – aliás, uma curiositê que eles mesmos não notaram, em uma das entrevistas, no final, nessa parte das arrudas, aparece ao fundo Delúbio Soares, alguém que muitos já quiseram entrevistar e não conseguiram.

Vesgo & Sylvio no Prêmio Extra de Televisão . A matéria já começa com o pé direito porquê Vesgo está bem alinhado (da cintura pra cima), não está de sachê de catchup. (Bônus 1000 points!) Sylvio pergunta porquê nenhum programa que não seja da Globo ganha esse prêmio…  Uma discussão a respeito de Fernanda Young em determinada revista é meio pesada para o horário. Os artistas também comentam o selinho de Silvio e Miguel Falabella. Eles reencontram o “pai do Freddie Mercury Prateado”… E o Chaveirinho do Silvio é demais! Lacraia aparece no evento e aphirma ser uma ‘bicha multimídia’… Solange Gomes vem de “abajur”…

“É, já foi a minha época de selinho. Agora é com você, Silvio…” – Vesgo

Eles cumprimentam Glória Perez pelo Emmy de Caminho das Índiaaaa, os teus cabelos… Rapaz, o André Marques tá gordo paca, mais do que eu!
Os apresentadores do Video Show vão ter seu salário descontado, estão simpáticos demais com o Pânico, até fizeram Antônio Nunes! Será que a Ana Furtado apresentou o programa nesta segunda?…

Amaury Dumbo no aniversário de Alicinha Cavalcanti no Club A. Mais uma phesta cheia de gente interessante. E já começa bem, com Freddie Mercury Prateado imitando Hortência.  Opa, André Marques de nuevo?? E José Victor Oliva, na mesma festa? Jaqueline Petkovic mostra estar recuperada de recentes baques em sua vida, mas enfrenta um Freddie Mercury no cio. Marco Bianchi, ex-Sobrinhos do Ataíde e sósia vocal de um dos meus chefes, faz Freddie ficar “cego”, ao som de uma música muito apropriada, que me fez rolar de rir…

“Sabe o que aconteceu? Você disse que essa tinta saía do carro, e a tinta não saiu não…” – Astrid Fontenelle, para Freddie Mercury Prateado.

“Cachecol de mulezinha, né, Fábio?” – Freddie Mercury Prateado
“Não é não… Mais uma festa que eu entro e você fica do lado de fora!…” – Fábio Arruda, respondendo à altura
“Não quero mais não…” – Freddie Mercury Prateado

Amaury reencontra a ex-phuncionária Maria João, recém-saída da Phazenda. RAPAZ, que história é essa do avô dar de mamar, tá doido, Freddie?! Ele também  implica com os mullets do guitarrista Marco Túlio.

“Você, Amaury Dumbo, aceita Maria Cândida na saúde, na doença, na tristeza, na felicidade, até que a morte os separe? – Freddie Mercury Prateado
“Na cama eu aceito!” – Amaury Dumbo
“Ai, que horror!” – Maria Cândida

Eles tentam falar o título do novo CD de Leo Maia. Helen Ganzarolli surge em um visual com o qual não entraria em algumas faculdades.
Opa, e chegou a hora do Suco de Larãnja com a Lanchonete Dumbo. Um suco refinado. Para tanto, você vai precisar de algumas laranjas e de algumas rãs!… A cara do Carioca quando está batendo as coisas no liquidificador já valeu o quadro inteiro. É claro que nenhum dos três aguenta.
Zé Luís, atual garoto-propaganda das Casas Bahia, ganha um presentaço de grego. E estava faltando ela, Ypir%ca, aquela que matou o guarda e feriu dois inocentes que transitavam pelo local! Um quadro já bem melhor que os anteriores. Mas calma, que tem coisas ainda melhores vindo aí.

Sabrina , Zina – ao contrário de outras matérias deste programa, em um dia bem-humorado – e Alfinete vão à Livraria Cultura conferir o lançamento de um livro de Washington Olivetto, que fala sobre o Corinthians, tema de vários outros títulos escritos por ele. Zina até hoje só leu a Bíblia, por incrível que parecça. E lá vem salves, tem salve até para o co-patrão Tutinha.
Por incrível que pareça, Zina, que já foi responsável por chutes entre as nossas pernas, desta vez protagoniza uma das melhores matérias do programa! Ele estava inspirado, e destilando todo o seu inglês (bem, talvez possivelmente galês, sei lá):
– Como se fala cachorro [em inglês]?
– Dowr!
– E gato?
– Dye!
– Passarinho?
– That-to-you!
– E pirulito?
– Pittle!
É, não adianta, é muito mais engraçado no vídeo. Zina se surpreende com a presença de Carlinhos Moreno no evento – um dos mais longevos phuncionários de Washington Olivetto. Veja ele em ação. Basílio agradece o salve mandado à ele e a Serginho Chulapa. A poprósito, Basílio encara o Desafio do Olho de Thundera – pra quem já estava com saudade, olha aí.
Um encontro inesperado acontece: Zina se  encontra com Marcelo de Senna, ex-membro do programa de rádio e extremamente próximo ao grupo de fãs do programa que fazem o blog Universo Pânico. Que, aliás, não sei se por minha culpa, não fala mais nada sobre o Pânico na TV… Senna é conhecido por saber um monte de hinos de futebol de cabeça.
No Show do Intervalo, Zina acusa o Corinthians de ter entregado o jogo para o Flamengo. E caramba, essa música “qual a deferença (sic) entre o charm e o funk” estava enterrada lá atrás, em mil novecentos e power rangers!
Washington Olivetto fica conhecendo a paródia de seu livro feita por Zina, que escalou o pior time do Corinthians de todos os tempos. Terminamos com a Dança do Acasalamento-lhes e um inesperado selinho by Zina.

Pensam que acabou? Não, temos mais um episódio deeeeeeeeee
XURUPITA’S FARM!
“Seguindo as regras da Copa João Havelange, inserimos novas personalidades dentro da casa, sem a menor explicação!”
– Emílio Surita, narrador

Então, vamos à escalação desse “Ti-minhô! Ti-minhô!”:  no ataque Zina, Charles Henrique (um carioca fã da sabrina – eu chamei ele de “Chocolate New Generation” porquê ele se parece com esse phalecido humorista. Charles arremedou Zina também dizendo “Ronaldo”), no meio de campo Piu-Piu, Dani Bolina, Juju, Nicole, Xupla, Mário Bros. (de outro quadro aposentado), Pirulito, Michael Jackson da Xurupita, Noooossaaa (o colunista social, não o fã), e na dephesa Heródoto Barbeiro (Wtf?!), GGeyse, Amanda a Boneca Inflável, Zé Bonitinho da Xurupita, Marlene Mattos (Aê, enfim um pouco de ordem nessa bagunça!) e de quebra, o nosso leitor Gluglu Japonês, desta vez de cara limpa.

Charles Henrique diz o nome completíssimo de todos os integrantes e data de aniversário deles, diz até o nome do Alfinete (Daniel Peixoto, portanto respondendo ás indagações dos blog Universo Pãnico).
Não sei se tem tantas falhas de direção assim na Fazenda, mas o nosso Cabritto Jr. não acerta uma camera…

Conforme adiantado pelo diretor Bolinha no Twitter, os participantes foram MUITO sacaneados. Esperem sacanagens das grossas com todos os integrantes. Qué isso, agora também tem Big Fone?! Peraí, mas é uma fazenda… Este reality show é tão chinphrim que tem até um participante avulso, o Repórter Corujinha, que até agora só fez figuração, e agora faz a gente brincar de Onde Está Wally (em HD deve ser melhor…)

Esta fazenda, apesar de grande e confortável, às vezes é uma @#$%. É uma das coisas que mais tem por lá, a ponto de fazer “lagoas” inteiras feitas disso. Marlene jamais esquecerá o cheiro, a textura e quiçá o gosto… Só não me dá tanto enjôo ver porquê pra mim parece lama, não tem aquele “formato clássico”… Rapaz, haja m#$%, vai fazer m#$%$ em semelhante quantidade sei lá aonde, que vacas mais kg@#%önas!

Terminamos com o temido paredão da semana. Não antes sem Zina cantar alguns raps em galês. O resultado do paredão é absolutamente surpreendente. Mesmo. É incrível, achei que nunca iria ver isso na RedeTV!, mas é um quadrão longo, editado (contrastando com as longas horas ao vivo tão constumeiras dessa emissora), produzidíssimo e cheio de reviravoltas. Emílio comenta: “Esse elenco parece que está agradando mais!”

– E assim termina mais um Pânico na TV! Muitas matérias ruins, mas todas MUITO compensadas pela matéria do Zina e pela Xurupita’s Farm.

3 Respostas para “Pânico na TV 06/12: As nossas fazendas são melhores que as fazendas dos outros

  1. To com saudade das matérias do Bola. =/ Apesar de ter dó dele (a Dicas de Música e a músioca da Geni foram de matar)XD

    A Musa da Beleza Interior ficou melhor com Vesgo e Polvilho. E essa foi a primeira matéria do Zina que gostei – a de quando houve os bafafás sobre drogas foram ótimas, mas eram uma ocasião especial.

    > Opa, vamos chegando! Obrigado pela audência! E aos nossos telespectouvintes, dêem uma bisoiada em XDragoon.

  2. Sinceramente, o Xurupita’s Farm tá dando no saco. Mas, enquanto houver o original vai haver a cópia, vamos nós.

    > Espero que o pessoal tenha um pouco mais de inspiração, porquê essas provas envolvendo adubo de origem animal já deram mesmo. Obrigado pela audiência.

  3. por favor me envie o nome da musica , quando termina o quadro do zina do panico, tem um toque tipo piano antes parananana, é internacional. obrigado

    > Assisti as duas últimas reportagens do Zina no site da RedeTV! e… não sei que música seria essa aí. Só sei que um dos temas do Zina é Alcohol, de Jorge Ben Jor. Também já ouvi Sexual Healing, de Marvin Gaye.

Deixe uma resposta para marco Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s