Arquivo da categoria: Outros

Hoje tem! Trofeu Imprensa, no SBTemm!

Hoje, as 7h45, se o SBT cumprir os horários, tem o Troféu Imprensa, apresentado pela lenda, pelo mito, pelo Mythbuster Silvio Santos. Para quem gosta, olha aí – e em breve, na Rádio Salt Cover, aguardemmm! (Quer dizer, aguardeptptptpt, não gosto do outro partido!)
E craro, a partir das 20h45, mais um Pânico na TV. Que já tem uma matéria presumida: um cara que usava uma peruca começou a dançar atrás de César Tralli em um link ao vivo, no fórum da Barra Funda, quando o preclaro HrRrepórter cobria o julgamento do casal Anna Carolina Jatobá e Alexandre Nardoni. O “careca dançarino” foi tirado de cena por produtores da Globo de uma maneira, digamos, contundente, mas coerente com a situação. Muitos se perguntaram se isso tinha algo a ver com o Pânico na TV, com o Impostor, alguma coisa assim. Será? Já já vamos saber.
[EDIT: Nada a ver. Trata-se de um operador de telemarketing em um protesto isolado contra o “circo” da mídia em torno do caso.]

*voz do Carlos Roberto, locutor do SBT*: “O SodTV! está em dívida com você!”

Pois é, caro telespéc. O Pânico na TV já passou até a reprise da última edição e a gente ainda não deu o resumo, devido a uma série de complicações em nossas vidas. Embora não trabalhemos em floriculturas, nem tudo são flores na nossa vida, e às vezes a gente cai do cavalo. Na verdade, não é só aqui, porquê eu estou devendo maior atividade no DeviantArt, no Tinha que ser o Chaves, com a Rádio Salt Cover e por aí vai, mas o meu trabalho grita como a “Laranja Irritante”, manja?… A propósito, dia 1º de abril tem novidades em um dos maiores sites da Internet, aguardem.
Mas enfim, o lance é que em breve vocês terão o resumo do programa que estamos devendo, mais o deste domigo, agora. Vamos ver se eu consigo!!

Hoje está tendo!!

Possivelmente o maior evento já realizado por uma emissora que não a Globo – e olha que o SBT tem a Parada do Dia das Crianças no currículo. É a corrida de Fórmula Indy na Band, realizada em São Paulo. E transmitida em alta definição, incluindo GC e câmeras dos carros, aprende aí, Rede Globo! (Ou se vocês estavam pensando em me convidar pra um café, não aprendam, não…)
Lembrando aos “cítricos” de plantão que o asfalto da prova não é responsabilidade da Band, belêzz?…

E hoje tem Banda Viva Noite em dose dupla na RedeTV!. Eles são as atrações principais do programa Ritmo Brasil, que comemora 4 anos no ar, e vai ao ar as 18h15, antes do Bola na Rede.
A poprósito, eles estarão também em um pequeninolhes eventolhes que você vai ver aqui. E cuidado para não cair da cadeira com os convidados, hein?…

E lá pela meia-noite ou amanhã, tudo (ou quase tudo, esses horários da RedeTV! sei lá) o que rolou no Pááánico na TVola!

As piadas viram realidade: Americanos que passam o carnaval no Brasil agora podem entender o que os brasileiros estão cantando

Deu no Jornal da Globo. Um professor de inglês virou sucesso no YouTube com uma versão do hino do Flamengo em inglês. Depois uma ou outra marchinha de carnaval. Agora ele toca para turistas, fazendo o carnaval de “Nova Orleans e Bragança”… Onde o samba fica mais ou menos em segundo plano, a menos que ele cantasse Arthur’s Theme, de Christopher Cross (sai tocando a bateria que vira um pagode de primeira.)

Mas antes das versões a sério surgirem, haviam as versões “à engraçado”, feitas em piadas do Charges.com.br e do Humor Tadela (por enquanto só achei esta). E isso também depois daqueles comerciais de uma montadora de carros, não sei se a Volkswagen, onde músicas brasileiras como Samba da Minha Terra eram cantadas em alemão.

Aliás, é curioso que de repente a mídia começou a aproximar o carnaval brasileiro do Mardi Gras estadunidense. Eu ouvi a expressão “Terça-feira gorda” pela primeira vez ano passado, no Pãnico na TV, quando Vesgo e Bola (que fala inglês muito mais do que o Silvio) foram à New Orleans mostrar as confusões do Mardi Gras, como diria o Narrador da Sessão da Tarde. E este ano eu já a ouvi na Rede Globo, referindo-se ao carnaval daqui, do samba, frevo, axé, essas coisas verdeamarelas.

Internet: Twitter esquizofrênico?!

Para evitar soterramento de postagens no blog principal, e principalmente porquê este blog é muito mais lido, vale o alerta. Estava eu escrevendo a respeito do apagão, quando vejo na minha caixa de E-Mails uma mensagem do Twitter, dizendo que eu estava sendo seguido por…
E-Mail recebido às 6 da manhã, avisando que eu estou me seguindo-me a mim mesmoIgor C. Barros ! Peraí, como assim?!
Clicando no link, descubro que é alguma espécie de fraude pra cima do Twitter. O, ou melhor, “A” testmgeeks se diz do sexo feminino e da Indonésia, mas chupinhou a minha última postagem do Twitter, em português, e logo em seguida escrevia uma frase em inglês (“Trying to sleep T.T”), e dando um link bit.ly para sei lá aonde. (Vírus? Arquivos ‘não-ortodoxos’, que poderiam respingar no cancelamento da minha cuenta?) O mais curioso é que no campo do nome está Filia Patricia, e não Igor C. Barros. Alguém sabe que raios está acontecendo? Ou deu apagão nos servidores do Twitter também?… Essa usuária não é da Rede Manchete, mas tomou um Bloch (piada horrível, mas tudo bem…)

Haja criatividade

O novo jingle do Guaraná Antárcticaracatica é um mega-remake daquele jingle que inexplicavelmente é um dos favoritos de todos os tempos (pena que esse o Mário Lúcio não fez…) A década de ouro da publicidade brasileira são os anos 80, mas isso não impede que o jingle da Pipoca com Guaraná, de 1993 (quando a publicidade brasileira já estava completamente borocoxô comparada a de 5 ou 10 anos antes), seja um dos mais lembrados até hoje.
A diferença é que desta vez não tem pipocas, e sim um grande elenco humanóide. Se você não viu, caLLLama. Com toda a certeza, no intervalo do Pânico na TV, talvez mais de uma vez…
(PS: Pra mim o melhor comercial do GA foi quando um apresentador mostrou uma plantação de guaraná e perguntou: “Agora pede pra eles mostrarem a plantação da coca…”)

Mais uma da pas… vix, não posso falar senão entope de buscas indevidas

Aha. Só um segundo. Se você, mais uma vez, seu cabeça de melão, digitou “PASSARELA DA RECORD” no Google, chegou aqui e acha que este blog de quinta categoria é a Record e que eu sou Vildomar Batista, você está REDONDAMENTE (como eu) ENGANADO. Pello amor dos meus filhinhos, Record é no R7. Comentários pedindo para participar da atração que será apenas descrita a seguir serão apagados. Fui claro??
Infelizmente, sou obrigado a abordar mais uma vez este assunto que tanto transtorno causa a este blog. A passarela suspensa da Record está fazendo tanto sucesso, que vai passar por sua terceira reformulação.
Segundo conta José Armando Vanucci, é uma nova passarela que será oval e com obstáculos. E com uma novidade que vai alegrar alguns fãs do quadro, e alguns pientêrros que acham que eu tenho cara de bispo.
A passarela será oval e com obstáculos. O que ocorre é que, dessa forma, duas pessoas vão poder participar ao mesmo tempo, atravessando em direções opostas, e estuda-se que uma delas seja um desconhecido! Rapaz, pobre Anhembi, não vai caber as cartas lá dentro…
Quer dizer, parece que enfim algumas pessoas começaram a postar comentários nos blogs certos, porquê neste blog aqui o máximo que você vai conseguir é passar na passarela da Salt Cover.

As origens dessa brincadeira são controversas, alguns dizem que foi no programa Sabadaço, mas eu me lembro do programa Curtindo uma Viagem (1999 ou 2000) fazendo isso, esporadicamente, com os participantes, e inclusive com mais variações no formato, como a passarela octogonal, suspensa por um ponto só e que balança muito mais. E hoje eles lá com a piscina de amido, tsc, tsc…