Arquivo da categoria: Rede Manchete

Três petardos

– O Pânico na TV teve uma discreta presencça na “Rede Glóbulo de Televisão”. O time do Independiente de Medellín, que empatou em 1×1 com o Corinthians pela Libertadores, foi patrocinado pelo Pânico Energy Drink. O fato foi destacado no Twitter pelo pessoal do programa. Uma invasão das mais sorrateiras, porquê pouca gente conhece esse produto ainda. É provável que os funcionários da Globo nem tenham percebido. Acho que ainda não foi páreo para as camisas do Vasco com logo do SBT, e por falar nele…

SuperNanny é um programa que eu sempre assisto no site do SBT…
É estranho, mesmo não sendo casado (alô, animadoras canadenses, japonesas e coreanas, o meu abraço fraterno, 당신을 사랑합니다!) and não tendo philhos, eu vejo esse programa e presto atenção. Talvez para agir certo com os futuros filhos dos meus parentes, sei lá, não quero ser um tio fanfarrão. Muito menos com o phuturo cidadão americano radicado nas Filipinas Chung Wang S. C. Barros (rerere).
O fato é que o episódio desta semana promete ser bombástico. Chris Poli estava iniciando seus procedimentos, quando ela começou a ser contestada pela mulher que ela estava ajudando, mesmo quando os filhos desta estavam aceitando os métodos (o que não é muito comum nesse programa)!  O embate acabou levando Chris às lágrimas e deixando o episódio sem final, pela primeira vez – o programa é gravado desde 2006. Já havia acontecido de uma família não conseguir resolver seus problemas, mas isso aconteceu depois do final das gravações do episódio. Sacanárre! Força, Chris!
Falei do site do SBT. É capaz desse episódio ser um dos campeões de audiência no site.

Mais uma coisinha. Hoje, na Praça é Nossa, Porpettone “Tévez” vira um Na’Vi. Tá, um “anão” deles (os caras tem 3 metros de altura – o pior é que em 1994 eu tava desenhando uns personagens com proporções parecidas, só que eram marrons…), mas muito mais bem feito do que outros covers que já vi por aí, nessa a maquiagem do SBT me surpreendeu!

– Os prédios da Rede Manchete na Rua do Russell, projetados por Oscar Niemeyer, onde era a parte administrativa e estúdios de jornalismo e linha de shows da extinta emissora, estão na mira da Record para serem sua nova sede en la Ciudad Maravillosa. Lembrando que estúdio de novelas, eles já tem 10 no RecNov (ou RecDez, sei lá). A Record pode de repente acertar na mosca.

RedeTV! inaugura nova sede, mas sem a gentalha (Sim, babãe! Gen-ta-lha! Gen-tal-lha! Prrrtt!!)

Neste momento, a emissora que parece que só eu assisto neste país, está para completar 10 anos (porquê a RedeTV! como conhecemos hoje surgiu em 15 de novembro de 1999, antes era a misteriosa TV!, uma versão deformada da Manchete) e está inaugurando sua nova, novíssima, novérrima sede em Osasco, perto da Panini. Que está em atividade desde janeiro deste ano. A sede atual é só 6 vezes maior que a antiga, aquela que você ficou conhecendo gracças á João Kleber e suas correrias pra fora do estúdio A veião de guerra – aliás, como está esse lugar (Rua Bahia, 406) hoje em dia, hein?…

Ah, o porquê do título? È que a inauguração está se dando SEM OS FUNCIONÁRIOS, que desde a 1h da tarde de hoje estão em casa. Sei lá então quem está pondo a emissora no ar, possivelmente uma pequena fração deles. A menos que isso seja intriga da oposição (que nem o lance dos bebedouros com água racionada no RecNov e o até agora não explicado pilar no meio de  um dos estúdios novos da RedeTV!).

Rita Lisauskas e Augusto Xavier apresentam um meio que plantão da inauguração, na nova redação do JN, digo, do RedeTV! News, com uma bancada giratória… Só quero ver como eles vão fazer com os teleprompters.
E nessa redação do jornalismo dá pra se ouvir PERFEITAMENTE os helicópteros chegando….. E, craro, gaphes à granal, assim como nas coberturas de Carnavel. Afinal, esse é o padrão RedeTV! de calidad! (Bom, pelo menos desde que estreou o logo atual, em 2000).

Uma reportagem fala, orgulhosamente, que as pessoas podem assistir o sinal da RedeTV! em todo o país via parabólica. Faltou avisar que ninguém vai ver os desenhos japoneses, e sim uma tal de iogurteira ou coisa que o valha…

A cerimônia de inauguração será no Estúdio G, com 1500 m², que curiosamente passa a ser o maior em atividade no Brasil – nem a Globo teve essas idéias na construção de novos estúdios do Projac, nem a Record com o RecNov. Quem era adepta de estúdios grandes, todos nós sabemos, era a Rede Manchete, para as novelas.
E a  emissora conterrânea do SBT (que também fica em Osasco) não esconde a pretensão de fazer teledramaturgia nesse estúdio. Um plano antigo da emissora, já ouvia falar de uma certa sitcom da Luciana Gimenez desde quando eles estaam na Rua Bahia, mas a única coisa que eles fizeram até agora foi a malphadada Vila Maluca, com um pouco mais de orçamento que Hermes & Renato.
(Aliás, já imaginaram uma novela RedeTVística? A novela teria apresentador dando o resumo, GC pedindo pra ligar pra número de celular e merchãs nos intervalos. A MENOS que eles estejam pensando em fazer diferente uma vez na vida!) E assim como eles, já já tem mais dessa nova fase da RedeTV! (Será que o Pânico na TV vai destacar as inúmeras gafes da cerimônia, assim como fez com as coberturas de carnaval da própria casa?… Acho que sim, já que eles andam sem muitos assuntos sobrando…)

A propósito: Faça como o Pânico na TV! E não fale mais o nome da S****! Prontonãofalei!

Eu, hein?

Esta não é nenhuma arte oficial do evento, é só um chiste!No próximo dia 21, segundo Odair del Pozzo, do Agora São Paulo, vai acontecer na Casa do Espeto um encontro muito curioso, chamado ErreideTV, que reunirá ex-funcionários descontentes da RedeTV!, não sei se também o pessoal da Rede Manchete, que estava cobrando desta emissora algumas quantias pendentes.
A nota diz umas coisas meio estranhas, como que haveria um concurso de fanho . Como assim?! “Fiquei bege”, já diria a dona de um dos dois camarins fixos da emissora. “Emílio”, diria a outra… [Só eu que estou achando esse lance dos camarins meio over para uma emissora como essa?…]
Bem, pra quem ficou curioso, fikdik. Não sei se é esse o mesmo pessoal que em 1999 ou 2000 colocou no ar um cartaz escrito “SOS Manchete / RedeTV!” durante o telejornal da emissora.
[UPDATE: O Portal PS dá muito mais detalhes sobre esse evento. E por incrível que pareça, parecem que são realmente funcionários da RedeTV!, de 1999 em diante.]

Lembrando que, antes disso, dia 13, a RedeTV! inaugura de forma oficial sua nova sede, com 8 estúdios, sendo um deles com mais de 1000 metros quadrados, já pensando em teledramaturgia, mais especificamente um seriado. Trabalho não vai faltar, ainda mais com a recente decisão da emissora de acabar com os horários vendidos.

Só um chiste…

A tal da “Globotur” voltou com tudo, depois de ter sido meio que proibida no ano passado. As gravações internacionais em inícios de novelas estavam saindo muito caras para a emissora. Mãns, talvez eles pensem: “Se nós não o fizermos, a Record vai fazer, possivelmente pagando o triplo e sem reclamar, entonces…”
Jà dá pra ver alguma coisa disso no site da novela das 9 – que nem tem chamadas ainda – Viver a Vida. Pelo menos não é um Index Directory, nessa a Globo foi bem.
A novela será dirigida por ele, the son of Maysa, Jayme Monjardim, e digamos que por enquanto, só Zeca Camargo, Marcos Losekann e Glória Maria, na Globo, tem passaportes mais carimbados que os dele e sua patota. Em alta definição, isso deve ficar uma lindeza… No site dá pra ter uma idéia de por onde eles estão passando.
E tudo isso para uma novela de… Manoel Carlos! Já já eles voltam pro Leblon. Na verdade, Viver a Vida era uma minissérie da Rede Manchete, e nesse remake, se tornará uma novela de fato. Ou seja, meio que indiretamente, não é só o SBT que aposta no canal dos Bloch. E vamos de táxi, cê sabe

E veja em Todo Canal: uma história inacreditável à la Forrest Gump envolvendo duas figuras da TV brasileira.  Nessa, me descurpem aê, eu não acredito mesmo!

Surpresa total no SBT: Dona Beija

Quando todo mundo achava que o SBT iria reprisar a novela Ana Raio e Zé Trovão – haviam até notícias da remasterização da mesma, e que essa remasterização estava de lascar – eis que o SBT aparece com Dona Beija, novela exibida pela Manchete em 1986. Pra vocês terem uma idéia, Balão Mágico e TV Mulher ainda existiam quando o primeiro capítulo foi ao ar (Xuxa iria para a Globo em agosto), e esta foi apenas a SEGUNDA novela produzida pela Rede Manchete, que ainda não tinha 4 anos.
Enfim, haja Unsharp Mask e Levels nos lados da Anhanguera… fora aqueles maledettos traços horizontais que acometem tantos videotapes por aí.

É! PAN-TA-NAL!! hú hú hú

Pantanal, a famosa novela da Manchete, está passando agora no SBT.
Sei lá até quando. Diz a HrrrrRede Glóbulo que ela comprou os direitos do texto. Enfim, a Globo comprou um dos sapatos e não vai deixar o SBT calçar o outro, pronto.
Fãs de novelas antigas, e colecionadores de programas de TV, gravem como se não houvesse amanhã! Estou vendo que enfim a RedeTV! vai sair um pouco das páginas policiais… se bem que sei lá se vai voltar aquela baixaria quando a Grobo estava impedindo o SBT de transmitir partidas de futebol que ele havia adquirido por meios legais.

A minha pergunta é: Se o SBT conseguir continuar, será que vai dar certo? Em plena era HD, a imagem da novela parece bem mais cansada que a de Roque Santeiro, novela muito mais antiga que a Rede Glóbulo também reprisou bem phora de época. Compreende-se: o depositário desse e de outros VTs, a Bloch Som & Imagem ficou algum tempo sem ar condicionado, por falta de pagamento de energia elétrica. De repente, as fitas do Gobbo ou do José Marques Neto devem estar um pouco melhores…

EDIT
: O que se seguiu nos dias seguintes, no entanto, foi totalmente outra coisa. O SBT realmente comprou a novela e pôde exibí-la, e a Rede Glóbulo não tem nada com isso. A ponto, inclusive, do SBT publicamente pedir aos participantes dessa novela que entrassem em contato com a emissora para que fossem pagos! O único que saiu perdendo foi Benedito Ruy Barbosa, que estava negociando com a vênus espelhada um remake da novela. Já pensou o que poderia sair?… O SBT comprou a novela de José Paulo Vallone, da produtora JPO, que arrematou as fitas em um leilão, portanto essas fitas não são mais da empresa Bloch (ô tentação de escrever block) Som e Imagem. E está dando audiência de dois dígitos essa novela, ao contrário da última reprise dela em sua emissora de origem, a ponto de o SBT já planejar exibir a novela Ana Raio e Zé Trovão. Até participantes dizem que, apesar dos pesares (direitos e esquerdos de exibição e coisas que tais), estão gostando de ver essa novela outra vez. Alô, ex-funcionários da Manchete (muitos deles estão reunidos em uma associação), acho bom vocês irem montando uma produtora de televisão, nos moldes da Casablanca, TV Plus, JPO e outras, dado o sucesso póstumo que a Manchete anda fazendo… Se bem que, no final dos anos 90, a tal da Agência Talentos Brilhantes tinha um projeto mais ou menos assim que gave with donkeys at the water, a única pessoa que saiu de lá para o sucesso de verdade, que eu saiba, foi Kiara Sasso, atualmente cantora de espetáculos ao estilo da Broadway. Uma empresa chamada ANT tenta ir, hoje em dia, pelo mesmo caminho. Aliás, se a Salt Cover fosse de verdade, seria mais ou menos assim, só que sem a parte da agência…

Rede Manchete, 24 anos

Hoje a “TV do Século 21” (e que fechou antes que o próprio chegasse) faria 24 anos. Bem, parabéns ao que restou da mesma: seus ex-funcionários, que até hoje lutam por seus direitos.
Atualmente o prédio da Rua do Russell, no Rio de Janeiro, é uma universidade particular, o complexo de Água Grande (onde eram gravadas as novelas) hoje é um hipermercado e a sede do bairro do Limão em São Paulo, sei lá como é que está porquê eu nunca fui nesse bairro, só vi no jornal quando noticiaram, por volta de 2002, que o logotipo da Manchete foi pro ferro-velho… Outra curiosidade da Manchete que ninguém fala: possivelmente, foi a última emissora do Brasil a colocar o logotipo na lateral de suas câmeras de estúdio. Nenhuma emissora faz mais isso, as câmeras estão cada vez menores e com menos ‘espaço livre’ pra essas coisas.
Apesar de ter assistido muito pouca televisão na minha infância, quando a imagem era pior mas a programação era melhor, acabei flagrando a estréia de Xuxa como apresentadora de televisão, em 1983. Estranhei aquele nome tão curto e tão repleto de letras do final do alfabeto. O primeiro Clube da Criança só tinha um fundo azul e umas 5 ou 6 crianças em uma espécie de arquibancada, tranquilas, sem gritar nem chamar aquela modelo (que na época só era conhecida por causa do Pelé) por títulos de nobreza quaisquer, uma lindeza, ê saudade da peste, bons tempos aqueles. Na verdade, aquela época é tão obscura que só DOIS dos desenhos animados exibidos por aquele programa podem ser vistos pela TV a cabo hoje (Super Tiras e Globetrotters), o restante está meio perdidaço, principalmente porquê não se conhece os nomes originais (só um que eu achei por acaso, é o Gary Coleman Show, aquele desenho onde um garoto afrodescendente é um anjo da guarda de sei lá quem. Gary Coleman pode ser visto ao vivo na série “Minha Família é uma Bagunça”, na Nick At Nite. Em tempo: Gary, quando fez a série, já era um adulto, hoje ele tem 39 anos. Ele sofre de nefrite e já fez dois transplantes de rim.)

Tenho muito pouco da Rede Manchete gravado em VHS. Alguns episódios da última leva de séries japonesas, em 1995, e só. A explicação é que foi só a partir desse ano que eu passei a ter um vídeocassete só meu. Cáspita, porquê eu não fui nascer 10 anos antes?!…
Rede Manchete, você em primeiro lugar! Ao contrário do Barriquelo.