Arquivo da tag: dublagem

Sem querer, Mythbusters caçaram mais um mito

No programa do Discovery Channel exibido domingo passado, Jamie Hyneman e Adam Savage testaram uma história exibida na série Seinfeld, de que mergulhar novamente um taco já mordido no molho contaminaria o resto deste.
Já fui duas vezes em um restaurante tex-mex aqui em São Paulo, e me recordo que, curiosamente, mesmo nunca tendo visto aquela cena de Seinfeld até então, segui isso à risca. Mesmo tendo um molho só pra mim, e não coletivo.
O fato é que eu já estava esperando a cena ser mostrada através de desenhos, ou legendada. E só não caí da cadeira porquê estava sentado no chão: a cena, protagonizada por Jason Alexander, foi exibida dublada.

Há uma aura que cerca essa série, de que a dublagem desta seria “impossível”. Tanto é que Seinfeld já esteve na TV aberta: na Record, e legendado. Só que em um horário extremamente ingrato, cercado de programas da IURD (na época eles não ficavam concentrados na madrugada da Record).
Mas, fico aqui pensando o que aconteceria se, algum dia, Seinfeld fosse exibido pelo SBT… que já exibiu dublada a série The New Adventures of the Old Christine, com Julia Louis-Dreyfus, que foi uma das principais coadjuvantes de Seinfeld.

Há uns 5 anos, quando a redublagem estava em alta na Internet, um dos meus projetos era dublar alguma coisa dessa série, sem compromisso e à engraçado. Mas, se hoje em dia, eu não tenho tempo para as minhas produções originais, quanto mais para uma potencial bomba dessas.

Eu ainda queria ver essa série dublada [pretexto pra derrubar os servidores da WP de tantos comentários detected]. Afinal de contas, já foi dublado – e faz tempo – um outro desenho animado que eu achava que sua tradução seria impossível: Earthworm Jim, personagem vindo dos videogames, que, pra vocês terem uma noção, tenta resgatar a  princesa What’s-Her-Name, e luta contra a rainha Pulsating, Bloated, Festering, Sweaty, Pus-filled, Malformed, Slug-for-a-Butt ?…  Não sei como ficou em português, mas que traduziram isso, traduziram!
(Não sei por quê, mas tenho a impressão que o Google vai trazer vinte vezes mais pessoas aqui, e comentando em inglês…)

A propósito: Gravou o quadro da Marília GabriHerpes da semana passada? Então, faça como a MofoTV e guarde bem guardadinho. Assim como os que guardaram exemplares de Status Plus em 1982. Fikdik.

SBT exibe episódio INÉDITO de Chapolin!

Quase que eu não escrevo a maior notícia de hoje!!

Hoje, 3 de novembro, o SBT exibiu um episódio de Chapolin até então inédito na TV brasileira. É a primeira versão de um episóidio que era exibido comumente, “O Patrão é quem manda”, e antigaça, gravada em 1972. As antenas do Chapolin até entortam de forma “animal” nesse episódio. A outra versão era de 1975, e foi exibida há 12 dias, apenas.

Se você não sabe, Roberto Gómez Bolaños, o “Chespirito”, criador e intérprete do Chapolin e escritor dos roteiros, frequentemente regravava versões diferentes das mesmas histórias, tanto nessa série quanto em “Chaves”, com intervalo que varia de anos a até semanas (em 1977, um mesmo roteiro de Chapolin foi regravado em questão de meses, um em que Chapolin luta contra um gigante, usando efeitos de chroma key – na versão que vai ao ar no Brasil, Rubén Aguirre  [Prof. Girafales], na versão inédita por aqui, Carlos Villagrán [Kiko].)  Cada roteiro foi regravado, que eu saiba, até 7 vezes – foi o máximo que os fãs contaram – entre 1970 e agosto de 1995.

Por quê esse episódio ficou inédito, ainda mais com um seriado que sofre tanto com reprises excessivas quatno Chapolin? [Quer dizer, sofria, antes de existir Naruto!]
Muito provavelmente, mera arbitrariedade do SBT. Dubladores que participaram da série, mais produtores como Mário Lúcio de Freitas, desconfiam que muita coisa que eles fizeram nos vários lotes da “dublagem clássica” (episódios que estrearam em 1984, 1988, 1990 e 1992) não foi pro ar até hoje – ou foi pro ar recentemente. Entre 2005 e 2007, vários episódios de Chapolin foram exibidos pela primeira vez desde que foram dublados.
O episódio exibido hoje tem características de ter sido dublado em 1988, como a enfermeira (Maria Antonieta de las Nieves) sendo dublada por Sandra Marah, a primeira dubladora dessa atriz. Detalhe: nessa época, apenas episódios de Chaves estrearam!

Outra curiosidade é que parte das BGMs desse episódio pertencia à série… SNOOPY!  A série que era exibida pelo SBT era dublada pela mesma empresa (MAGA), e Charlie Brown era dublado pelo mesmo dublador de  Chapolin e Chaves, Marcelo Gastaldi (inphelismente falecido em 1995). Pena que dessa versão muitos não se recordam mais, e Charlie Brown ganharia depois um dublador muito mais famoso, o hoje diretor de cinema Selton Mello.