Arquivo da tag: Rede Record

Calma, não é o fim do mundo! Ainda

Se você ligar qualquer dia desses na Band e ver uma pessoa que… sei lá, não se parece mais com uma pessoa, não se assuste-se-lhes. Dennis Avner, conhecido como o “Homem-Gato”, está no Brasil. Ele já apareceu em reportagens no Domingo Legal fase Gugu, e fez sei lá quantas cirurgias para se parecer com um tigre, algo assim, que lhe custaram uns 200 mil dólares.
Certamente, portanto, ele não fez cirurgias com o Dr. Robert Rey… o programa Dr. Hollywood já mostrou vários casos de cirurgias que foram propostas, mas não foram aceitas pelos cirurgiões. Já as de Avner estão mais para o body modification, e bota modification nisso.

Outro sinal do phim dos tempos é que em 2010 vai haver mais uma prova de automobilismo em São Paulo: Fórmula Indy, e em circuito de rua! Essa está meio dura de acreditar, ao menos até que a Band fale sobre isso na TV. Será que a suspensão dos carros aguenta? A do nosso Gol 98 ainda sofre…

Balaaaança, Globo!

Segundo Fabíola Reipert, desde esta última segunda o RJTV está diferente. Diferente do que a Globo costuma phazer, e bastante parecido com o que faz a Record! O mais visível é o apresentador falar sem teleprompter, de forma mais informal. Mais ou menos como o Globo Esporte já fazia em São Paulo.
O outro lado: O próprio site do RJTV explica as mudanças, com câmeras a mais e grua no estúdio (dá-lhe Jardim Botânico). Para você, que assim como eu, não assiste a esse programa mesmo sintonizando na Globo, veja este e este outro vídeo – neste último aparece o novo comentarista do RJTV, o ex-capitão do BOPE Rodrigo Pimentel, e compare o tom do programa com os da Record. Fabíola disse que as pessoas se confundiam, eu não concordo, a acústica dos estúdios da Globo é muito melhor, mas o resto realmente está bem parecido.

E quem precisa do Impostor, quando se tem Théo Becker?… (Não que ele seja um “impostor”, continue lendo)

Aparentemente a Record está acompanhando esta porcària de blog. Se bem que a idéia mesmo é de Théo Becker! Segundo informa a coluna Zapping, de Alberto Pereira Jr., a idéia é a seguinte: seria um quadro para o Geraldo Brasil, onde Théo tentará fazer o que o Impòstor não conseguiu: invadir a Phazenda e se encontrar com Andressa Oliveira.
É uma ideia, não é certeza de que isso realmente seja produzido. Caso realmente o fosse, poderia ser um hype a mais em torno de A Fazenda 2 e poderia, de quebra, aumentar audiência do Geraldation, que anda muito mal das pernas.

Miragre, né?

E essa vai pro Flávio Ricco, que pelo visto, também assiste aos pograma-lhes. O Apóstolo Waldemiro Santiago terá mais uma incursão internacional – e bota internacional nisso. Dia 2 de dezembro ele estará no Japão, na cidade de Nishio, província de Aichi.
Nessa província está a TV Aichi, que os cosplayers conhecem como sendo a promotora do principal evento de cosplay do mundo, o WCS. Não tem nada a ver, mas, sacumé, esse é o nome de um dos melhores programas da casa…

ErreideTV e o Primo Pobre de TPiR

Eu falei de RedeTV, RedeTV, RedeTV, fiz resumo do Pânico… e por pouco, quase que depois dele vem outro resumo do mesmo programa. Gente, que semana mais pherrada, tinha que ser logo a do meu aniversário?…
Mas hoje é a desphorra! Deles. Hoje, ex-funcionários da RedeTV! se reunem na Casa do Espeto (Rua Cotoxó, 582, bairro de Perdizes) para o evento ErreideTV. Eu queria poder estar lá fazendo uma cobertura exclusiva desse evento, mas não dá, droga… (Drogas, tô phora.) Se alguém quiser phazer uma cobertura por lá, esteja à vontade.
Eu queria saber que histórias são essas que essa galera da pesada tem pra contar, porquê, por tudo que foi mostrado na tela redeteval, parece até que eles estão falando de empresas diferentes… Na minha cabeça, o subconsciente pergunta: Tem certeza que eles não são ex-funcionários da Record, que não podem tomar àgua em bebedouros e são vigiados nas salas de corte e edição, coisa e tal?… (Era bom o Jornal da Record desmentir essas duas histórias, citadas em colunas de televisão, que me fazem ter uma certa raiva ainda dessa emissora.)

E por falar em Rede Record, que fica a 3,7 km da Casa do Espeto: Phinalmente consegui assistir à O Preço Certo. Rapaz, que horário, lá no meião da tarde, é meio difícil de acompanhar.
Esqueça as paredes purpurinadas e as lâmpadas piscando como  de letreiro de cinemas da velha guarda. Eles compraram o roteiro do programa, que tem totalmente a cara da Record do século XXI, à beira da decada de 10. È tudo bem mais eletrônico do que o original – televisores de LCD e um telão (aliás, o mesmo do Gugu) substituem os placares eletrônicos do programa americano. Apesar de ser tudo de última geração, sei lá, me dá a impressão que estou vendo um primo pobre de The Price is Right.

A única coisa que é idêntica mesmo ao TPiR é o, digamos, “Lombardi” poder aparecer no vídeo. No caso, “a” Lombardi da vez é Débora Santilli, que também é apresentadora do Shop Tour (e não largou o programa, essa aí é highlander!).  O locutor do TpiR ficava num canto com uma cortininha com o símbolo da CBS (cráááásico, pena que é da V*acom), mas se o apresentador se dirigisse à ele, não tinha o menor problema dele aparecer, bem diferente da situação do Lombardi em todos os anos. Lombardi ficava em off, mas na frente da platéia, como mostrava o vídeo do calouro Lourival Jesus, que foi pro microfone dele.
Na Record, Débora fica em uma mesa elevada no meio da plateia.  Falta o apresentador Juán Alba decorar o nome dela, ele estava chamando Débora de vários nomes diferentes na edição que eu vi…
[Aposto que o pessoal da Fremantle vai bater a cabeça dizendo: “Mas olha aí, o apresentador se chama Juán, como é que você vem me dizer que os brasileiros não falam espanhol?…“]
A propósito, nada de microfones estrambóticos, como os do TPiR e do Atinale al Precio, Juán usa um headset mesmo. Sacanárre, a marca registrada do TPiR é o microfone estrambótico. O apresentador mais famoso do programa, Bob Barker, que se aposentou em 2007, chamava a atenção por usar um microfone com fio mesmo já em 2007, com o programa sendo transmitido em HD. Ele não se adaptou aos microfones sem fio quando eles surgiram no mercado…

Mas uma coisa fica clara. Depois de muitos anos de Topa Tudo por Dinheiro, meio que surge um estranhamento quando você ganha outras coisas, produtos, que, sei lá, às vezes podem não combinar com você… e cujo destino podem ser talvez as páginas do Primeiramão, o Mercado Livre ou uma loja que fica na rua Nestor Pestana que vende produtos enjeitados em geral, nem sei se existe ainda.  Falando em produtos enjeitados, a maior prova disso: um dos produtos oferecidos era um carro amarelo. Quando o brasileiro, que mora em um país tropical, de aves multicoloridas e emissoras de TV mais ainda, e chato pra k@#($)@ e só compra carro preto, prata, branco e, na pior das hipóteses, vermelho, pra lembrar das Ferraris!…

O Preço Certo
é exibido (Introvertido? Taciturno, talvez) pela Record de segunda à sexta às 14h15.

RedeTV! inaugura nova sede, mas sem a gentalha (Sim, babãe! Gen-ta-lha! Gen-tal-lha! Prrrtt!!)

Neste momento, a emissora que parece que só eu assisto neste país, está para completar 10 anos (porquê a RedeTV! como conhecemos hoje surgiu em 15 de novembro de 1999, antes era a misteriosa TV!, uma versão deformada da Manchete) e está inaugurando sua nova, novíssima, novérrima sede em Osasco, perto da Panini. Que está em atividade desde janeiro deste ano. A sede atual é só 6 vezes maior que a antiga, aquela que você ficou conhecendo gracças á João Kleber e suas correrias pra fora do estúdio A veião de guerra – aliás, como está esse lugar (Rua Bahia, 406) hoje em dia, hein?…

Ah, o porquê do título? È que a inauguração está se dando SEM OS FUNCIONÁRIOS, que desde a 1h da tarde de hoje estão em casa. Sei lá então quem está pondo a emissora no ar, possivelmente uma pequena fração deles. A menos que isso seja intriga da oposição (que nem o lance dos bebedouros com água racionada no RecNov e o até agora não explicado pilar no meio de  um dos estúdios novos da RedeTV!).

Rita Lisauskas e Augusto Xavier apresentam um meio que plantão da inauguração, na nova redação do JN, digo, do RedeTV! News, com uma bancada giratória… Só quero ver como eles vão fazer com os teleprompters.
E nessa redação do jornalismo dá pra se ouvir PERFEITAMENTE os helicópteros chegando….. E, craro, gaphes à granal, assim como nas coberturas de Carnavel. Afinal, esse é o padrão RedeTV! de calidad! (Bom, pelo menos desde que estreou o logo atual, em 2000).

Uma reportagem fala, orgulhosamente, que as pessoas podem assistir o sinal da RedeTV! em todo o país via parabólica. Faltou avisar que ninguém vai ver os desenhos japoneses, e sim uma tal de iogurteira ou coisa que o valha…

A cerimônia de inauguração será no Estúdio G, com 1500 m², que curiosamente passa a ser o maior em atividade no Brasil – nem a Globo teve essas idéias na construção de novos estúdios do Projac, nem a Record com o RecNov. Quem era adepta de estúdios grandes, todos nós sabemos, era a Rede Manchete, para as novelas.
E a  emissora conterrânea do SBT (que também fica em Osasco) não esconde a pretensão de fazer teledramaturgia nesse estúdio. Um plano antigo da emissora, já ouvia falar de uma certa sitcom da Luciana Gimenez desde quando eles estaam na Rua Bahia, mas a única coisa que eles fizeram até agora foi a malphadada Vila Maluca, com um pouco mais de orçamento que Hermes & Renato.
(Aliás, já imaginaram uma novela RedeTVística? A novela teria apresentador dando o resumo, GC pedindo pra ligar pra número de celular e merchãs nos intervalos. A MENOS que eles estejam pensando em fazer diferente uma vez na vida!) E assim como eles, já já tem mais dessa nova fase da RedeTV! (Será que o Pânico na TV vai destacar as inúmeras gafes da cerimônia, assim como fez com as coberturas de carnaval da própria casa?… Acho que sim, já que eles andam sem muitos assuntos sobrando…)

A propósito: Faça como o Pânico na TV! E não fale mais o nome da S****! Prontonãofalei!

Sem querer, Mythbusters caçaram mais um mito

No programa do Discovery Channel exibido domingo passado, Jamie Hyneman e Adam Savage testaram uma história exibida na série Seinfeld, de que mergulhar novamente um taco já mordido no molho contaminaria o resto deste.
Já fui duas vezes em um restaurante tex-mex aqui em São Paulo, e me recordo que, curiosamente, mesmo nunca tendo visto aquela cena de Seinfeld até então, segui isso à risca. Mesmo tendo um molho só pra mim, e não coletivo.
O fato é que eu já estava esperando a cena ser mostrada através de desenhos, ou legendada. E só não caí da cadeira porquê estava sentado no chão: a cena, protagonizada por Jason Alexander, foi exibida dublada.

Há uma aura que cerca essa série, de que a dublagem desta seria “impossível”. Tanto é que Seinfeld já esteve na TV aberta: na Record, e legendado. Só que em um horário extremamente ingrato, cercado de programas da IURD (na época eles não ficavam concentrados na madrugada da Record).
Mas, fico aqui pensando o que aconteceria se, algum dia, Seinfeld fosse exibido pelo SBT… que já exibiu dublada a série The New Adventures of the Old Christine, com Julia Louis-Dreyfus, que foi uma das principais coadjuvantes de Seinfeld.

Há uns 5 anos, quando a redublagem estava em alta na Internet, um dos meus projetos era dublar alguma coisa dessa série, sem compromisso e à engraçado. Mas, se hoje em dia, eu não tenho tempo para as minhas produções originais, quanto mais para uma potencial bomba dessas.

Eu ainda queria ver essa série dublada [pretexto pra derrubar os servidores da WP de tantos comentários detected]. Afinal de contas, já foi dublado – e faz tempo – um outro desenho animado que eu achava que sua tradução seria impossível: Earthworm Jim, personagem vindo dos videogames, que, pra vocês terem uma noção, tenta resgatar a  princesa What’s-Her-Name, e luta contra a rainha Pulsating, Bloated, Festering, Sweaty, Pus-filled, Malformed, Slug-for-a-Butt ?…  Não sei como ficou em português, mas que traduziram isso, traduziram!
(Não sei por quê, mas tenho a impressão que o Google vai trazer vinte vezes mais pessoas aqui, e comentando em inglês…)

A propósito: Gravou o quadro da Marília GabriHerpes da semana passada? Então, faça como a MofoTV e guarde bem guardadinho. Assim como os que guardaram exemplares de Status Plus em 1982. Fikdik.

RecNov é dez: agora com 10 estúdios

Hoje, com direito ao presidente Lula no meio, foram inaugurados os estúdios I e J do RecNov, o complexo de estúdios da Record, o ex-Projeca (apelido que vai ficando cada vez mais distante da realidade). Um deles com 1000 metros quadrados.  Por dentro, parecidíssimo com os A, B e C da Globo.

Na realidade, nem mesmo a Record se deu conta, mas eles, para fazer novelas, já estão um pouco  maiores do que a Globo. A Globo usa pelo menos um estúdio, o F, para fazer programas de auditório – estúdio esse que até já pegou fogo, mostrando que é um legítimo estúdio de TV brasileiro…
Já programas semelhantes da Record não ocupam espaço no RecNov, são todos na Barra Funda (11 estúdios). A propósito, a Record fez questão de mostrar o terreno baldio que há na frente desses estúdios novos, dando a entender que certamente vem mais letras do alfabeto por aí. Quem sabe talvez baseado na Warner Bros., que tem 36 estúdios em Hollywood…

De repente, se o Video Show começar a mostrar as obras do estúdio K do Projac, já sabemos o porquê.

Bem, desejamos só que agora sejam totalmente desmentidas aquelas notícias desagradáveis, como que a Record vigiaria tudo o que os funcionários falam nas salas de controle e que estariam ‘regulando’ a água dos bebedouros.

Ah, pra finalizar: Como se a gente não soubesse o que passa na Record nesse horário...Como se ninguém soubesse o que passa na Record nesse horário….

Caso Zina

E durante o dia de hoje, recebi surpreso a informação de que Zina, do Pânico na TV, estaria preso , acusado de porte de cocaína.Tem algo de muito estranho aí. Cocaína é estimulante (não o contrário, como seria maconha), e ele vivia com sono durante as matérias !!! Esse era, aliás, um dos principais obstáculos para que as últimas matérias rendessem.
Por enquanto, a RedeTV! se cala a respeito, e a Record News e o R7 estão deitando e rolando (só faltava eles falarem alguma coisa no Jornal da Globo, o que eu acho improvável…)