Arquivo da tag: séries

Sem querer, Mythbusters caçaram mais um mito

No programa do Discovery Channel exibido domingo passado, Jamie Hyneman e Adam Savage testaram uma história exibida na série Seinfeld, de que mergulhar novamente um taco já mordido no molho contaminaria o resto deste.
Já fui duas vezes em um restaurante tex-mex aqui em São Paulo, e me recordo que, curiosamente, mesmo nunca tendo visto aquela cena de Seinfeld até então, segui isso à risca. Mesmo tendo um molho só pra mim, e não coletivo.
O fato é que eu já estava esperando a cena ser mostrada através de desenhos, ou legendada. E só não caí da cadeira porquê estava sentado no chão: a cena, protagonizada por Jason Alexander, foi exibida dublada.

Há uma aura que cerca essa série, de que a dublagem desta seria “impossível”. Tanto é que Seinfeld já esteve na TV aberta: na Record, e legendado. Só que em um horário extremamente ingrato, cercado de programas da IURD (na época eles não ficavam concentrados na madrugada da Record).
Mas, fico aqui pensando o que aconteceria se, algum dia, Seinfeld fosse exibido pelo SBT… que já exibiu dublada a série The New Adventures of the Old Christine, com Julia Louis-Dreyfus, que foi uma das principais coadjuvantes de Seinfeld.

Há uns 5 anos, quando a redublagem estava em alta na Internet, um dos meus projetos era dublar alguma coisa dessa série, sem compromisso e à engraçado. Mas, se hoje em dia, eu não tenho tempo para as minhas produções originais, quanto mais para uma potencial bomba dessas.

Eu ainda queria ver essa série dublada [pretexto pra derrubar os servidores da WP de tantos comentários detected]. Afinal de contas, já foi dublado – e faz tempo – um outro desenho animado que eu achava que sua tradução seria impossível: Earthworm Jim, personagem vindo dos videogames, que, pra vocês terem uma noção, tenta resgatar a  princesa What’s-Her-Name, e luta contra a rainha Pulsating, Bloated, Festering, Sweaty, Pus-filled, Malformed, Slug-for-a-Butt ?…  Não sei como ficou em português, mas que traduziram isso, traduziram!
(Não sei por quê, mas tenho a impressão que o Google vai trazer vinte vezes mais pessoas aqui, e comentando em inglês…)

A propósito: Gravou o quadro da Marília GabriHerpes da semana passada? Então, faça como a MofoTV e guarde bem guardadinho. Assim como os que guardaram exemplares de Status Plus em 1982. Fikdik.

É festa! Chiclete com banana! E outras coisas amarelas

Em Santa Mônica, Calphuêrnia, Estadso Zunídio (tá parecendo o blog da Salt Cover, mas é verdade), foi realizada uma festa que muitos devem ter se arrepiado só de saber de sua existência: a festa dos 20 anos dos Simpsons.
Quem diria, a série bateu todos os recordes (inclusive de seriados como Scooby Doo, com mais anos de estrada [e muito mais repetitivo]) e está aí, ainda, mesmo com o boom de séries japonesas e depois de seriados não-animados, eles continuam aí, feios, fortes e formais (e deletando vídeos no YouTube, dammit). Não sou bem fã dos caras (eu queria mais era estar sendo rival deles), mas enfim, é isso aí.
Ah: Marge Simpson vai pra Playboy. Então, parem de zoar a galera dos hentais, eles são apenas precursores desse momento!…
Falamdo em rivais, eles os possuem: Family Guy vem se consolidando pouco a pouco como “a” alternativa aos Simpsons. Mas é exibida pelo mesmo canal, assim não vale!

– Lembra daquela campanha “Quem financia a baixaria é contra a cidadania”? Agora ela escolheu os melhores programas de TV, e quem ganhou foi o CQC.
E aquela vez que eles mandaram todo mundo para a picape, sem bip e ao vivo, não vale?… Isso o Pânico nunca fez!!