Pânico na TV 06×10: Que cabelo é esse, Sabrina?

“Pense… numa pegada de ar!…” É o Pânico na TV em mais uma edição para todo o Barril! Ooooooobrigado, Senhor, por mais este programaaaaaa!

Momento Pânico: Mais um capítulo de Çoletrâno, pelo visto está fazendo sucesso. Desta vez os soletradores são tgês pessoas daquelas que, sei lá, entende? Amin Khader, David Brazil e Paulinho Roula, algo assim. O primeiro atualmente está na Record, o segundo gaguejando no SBT e o terceiro está no BBB1 (Big Biba Brasil, note-se). Ao phinal somos brindados com “Ai Wilson Vai”, não sabia que Amin Khader tinha gravado essa paródia…

– Sabrina Sato está com uma peruca estranhíssima, parece aquela galera saudááááável da Crazy Horse (putz, eu conheço muitas coisas neste mundo que eu não devia nem saber o que é…). E vamos começar esse programa, faize favoire?

Marília Gabi GabriHerpes! Lá vem ela de volta… e finalmente com uma iluminação decente. Acho até que o da semana passada foi gravado às pressas. Nesta edição entrevistando o phênomeno do SBT Mini-Lady Smaga (putz, cruzamento de dois personagens geniais que passaram pelo Edu Sterblich), Bicésar e Dorrabo, Wagner Solove (Charles, como imitador um excelente homem-enciclopédia), e a ex-BBB Ana Tara “Maloca”. Rapaz, rolei de rir com Bicésar tentando ofender Dorrabo e acabando por elogiá-lo – e essa Ana Tara é cruza de Moraes Moreira e Weird Al Yankovic!
Mini-Lady Smaga nos brinda com seu talento vocal falsificado – aliás, isso é uma brincadeira que veio do Pânico do rádio.

Medda: Christian Pior no lançamento do livro Boa Noite de Fátima Sampaio, que fala sobre seu marido, um tal de Cid Moreira, que possivelmente vocês conheçam. Outros famosos apresentadores de telejornal estão presentes. E é por eles que eu assisto esta matéria sem ser em FF (já já vai ter umas travessas de barro com areia e outras coisas na porta de casa, mas tudo bem).

– Quem tem mais tempo de TV: você [Cid Moreira] ou Glória Maria?
– É um páreo duro, hein?…

Uma curiositê é que na intimidade, Fátima o chama de Cidão. Christian Pior nem ligou o nome à pessoa e perdeu uma piada daquelas, mas pô, Cidão é o inesquecível Atarracado do Descontrole, e que inclusive já fez parte do Pãnico na TV, já fez até matéria e paródia musical junto com o Vinícius Vieira em 2004.  Bem, este mesmo evento foi coberto por Rafael Cortez, no CQC exibido há 6 dias atrás (agora aquelas travessas vão ter velas acesas, mas tudo bem). Talvez por isso, Christian se pirulite para outro lugar: Rio de Janeiro, no aniversário de Viviane Araújo. OPA! Amin Khader surge na matéria e temos um confronto de repórteres especializados em um determinado assunto.
A propósito, é impressão minha ou Amin está com a mesma roupa do Çoletrâno, de alguns anos antes, que a gente viu há meia hora? Essa, “só eu vi”, como diria o Silvio Luiz.

– Uma dupla inesperada: os bebebês Serjinho¹ (Edu Sterblich) e Bicésar (Márvio Lúcio) cobrem o concurso Garoto e Garota Fitness, um concurso daquele tipo de pessoas que jamais serei nem neste mundo, nem no outro, mas segue, ténica, segue. Para garantir a audiência, Nicole Bahls (putz, esse sobrenome não é trocadilho, não?…) e Dani Bolina (espero que ela não passe mal outra vez). Rapeize, acho que nunca personagens tão recentes foram levados pra fora do estúdio. Apesar de Serjinho e Bicésar gostarem da fruta, eles também sacaneiam o pomar. E huêpa! Um quadro deste programa que até então estava adormecido surpreende os postulantes ao prêmio em epígrafe!
Sei lá, só acho que o pessoal misturou um pouco as estações. Sexualidade paralela ou cruzada não tem nada a ver com esse concurso, é um mero concurso de fitness, “nomás que êsso” (alguém aí assistiu ao programa 100% Brasil?…) Apesar disso, até que o público se divertiu quando a nossa ciurma desfilou no palco. Matéria marromeno, ainda dava (verbo transitivo indireto) para ser melhor.
¹ Pra diferenciar de outros caras que tem esse nome, um deles é um considerado meu, aê.

Oôõôô Impóstohrrr!! Ele e sua equipe estão lá do lado do McDonald’s do Edifício Savoy (putz, meu habitat natural, passei naquela rua durante mais de 10 anos pra ir no colégio) e a missão deles é premiar o brasileiro mais bem colocado na corrida de Fórmula Indy (vulgo Henry Jones Jr.) ocorrida sémana pássada em São Paulo. Mata Hari trata logo de garantir a audiência.
A equipe ganha um terceiro associado (que parece muito aparentado de um famoso personagem literário!). Na verdade, ele vai fingir que sabe fazer uma coisa que ele não sabe fazer, capisci?
Mata Hari abrilhanta o telejornal de uma emissora rival. Delari, por sua vez, faz algo surpreendente com uma pessoa pública. E por aí vai.  AH: Esta matéria comprova o que este blog já tinha notado, que Mata Hari estava com dupla jornada no programa.
Rapaz, gostei, e muito! Turma do Impostor, cês tavam fazendo falta!!

Dança, Dilma! Sabrina Sato e Dilma Ducheff vão ao encontro do principal adversário da musa deste quadro, Mr. Joseph “The Saw” Serra. Já que sua adversária não dança o rebolation-tion, rebolêi… será que ele dança? (PS: Pânico filho de uma égua, falei mal da música graças ao remix porco que vocês colocaram no ar há 2 semanas, a que toca na rádio é muito melhor! Segue, ténica, segue!) Eles estão na entrega de uns lances aí que acabaram de ser feitos na Marginal Tietê (para os cariocas, é tipo uma Avenida Brasil, só que com o emissário submarino no meio).  Enfim, entrevistas com aquele pessoal todo que você conhece do horário político, mais alguns estranhos no ninho (Quércia, apoiando Serra? Tá, antes de nossos leitores nascerem eles foram do mesmo partido, o PMDB, mas por causa de Quércia, alguns deles saíram e formaram o PSDB. E agora eles estão juntos de nuevo?…)
Serra aparece e, sei lá o que ele vai achar do tema musical que o Pânico pôs pra ele. Rapaz, o pessoal da centro-esquerda até que anda muito bem humorado – provavelmente pensando nos prováveis eleitores que assistem CQC, Pânico e em breve, Legendários.

Quem Chega Primeiro? Juju [Obrigado, Bruno], sem trocadilho, chega à Jujuy, na Argentina, enquanto que Impostor tem que aguentar passar a noite no quarto de un chico pientêrro em Buenos Aires – que sabe que ele é brasileiro e tudo. Jujuy se mostra uma cidade quase que nem aquelas do interiorzão do Brasil – só que um pouco mais castigada… Juju se arrepende de ter vendido um de seus itens para descolar uma grana, y tomale sermón del produtor. Impostor se mostra criativo e arranja um “rretíllo brasileño” de arrumar uma grana sendo uma espécie de mágico de rua – e um mágico bem hijo de la madre, diga-se de passagem. Juju decide pegar um avião rumo a Asunción, mas nem perde tempo e já sai rumo à Pedro Juán Caballero, na fronteira com o Brasil, e flagra uma ventania impressionante. Impostor pega uma barca rumo ao Uruguai – e que barca! Charles Henrique manda uma enxurrada de “salves”, digamos assim, e dessa forma termina este episódio do quadro mais bolivariano do Pãnico na TV.

Amaury Dumbo. Papápá ri áá… Começando com um merchandising de verdade, ao menos o produto tem a ver com o universo dele. Putz, Janaína Barbosa, um raro caso de ex-RedeTV! da velha guarda que pode aparecer (Luísa Mell que o diga) – e preparem-se para mais uma faceta desconhecida de Freddie Mercury Prateado, a de imitador! E depois de entrevistar alguns no Club A, eles partem para a festa do programa Ídolos. E logo de cara, já acontece o encontro de dois caras que vivem dançando de tudo quanto é jeito, o “nosso” F. M. Prateado e Rodrigo Faro.
Prateado tá em todas e já sai cantando para o jurado do Ídolos, e ARREBENTA graças ao Sonar, Pro Tools, Audition, e outros programas do gênero. (Sério, ele arrebentou, de verdade. O cara tem uma noção de ritmo sensacional pra cantar à cappela!)
E lá vem ele de novo, agora perguntando à Carlinhos “Mendigo” a segunda pergunta mais indesejada do mundo (a MAIS indesejada do mundo o Freddie deveria fazer ao seu chefe supremo, o sr. Tutinha Amaral de Carvalho, à respeito de concussão no osso frontal. Mas segue, ténica, segue.)
Conhecemos Saulo Roston, vencedor do programa e prova viva de que locutor ator e cantor conseguem exercer suas funções normalmente mesmo que sejam gagos. Cantores gagos é só pra você dar risada em algumas músicas, como “Fado Gago (Não Gozem com os Gagos Porquê Aí Podem Ter Um Filho Assim E Aí Não Gostam)”, do Cebola Mol, que é “so 2003”, mas uma das melhores coisas que eu descobri via Internet.    Mas é por aparecer desse jeito nas matérias que Adriana Bombom dá um jeito em Fredde Mercury Prateado…
E chegou a hora do rango! *voz rouca de Mução depois da gripe* Meu amigo, minha amiga, se você estiver comendo o seu jantar ou o seu lanchinho, durante o Pânico na TV, tire o seu jantar da frente e tome um copo d’água porquê o rango desta semana é a Pizza de Hong Kong , um prato para pessoas fracas das ideias e sem noção. Tire as crianças da sala, e os adultos também! Nojeeento! Tchã!  E opa, os patrocinadores reclamaram, e Ypirolta está de voca! Ou algo assim! Rapaz, o Rodrigo Faro tá pagando muito mais micos do que as tortadas que o Celso Portiolli levava na cara há uns 11 anos…

Mulher Arroto! Não falei que ela fazia jornada dupla no programa? Desta vez em Brasília, entrevistando políticos. Ô MA, você tem idade pra isso: já assistiu ao episódio dos Animaniacs “The Great Wakorotti”? Procura por aí nos recônditos da Internet, servir-lhe-á de grande inspiração.

O Famosão. A famosona de hoje é uma jogadora de vôlei que você não conhece. E nem eu! Opa, e tem uma pequena novidade no final deste quadro, em relação aos outros.

AGOOOOOOOOOOOOOOORA SIM!!! “Neste momento o Brasil pára! Brasil-sil-sil! Se você olhar pro lado e tiver alguém rindo, ou é louco, ou tá assistindo ao Pânico na TV!” Depois de 2 semanas de migué, voltamos com Sentindo no Couro, featuring Marcos Chiesa and Marcelo “Quero Morrer Seu Amigo” Bolinha.
Putz, e hoje tá hardcore o negócio. Hardcore resvalando no gore. Já já vai ter cineastas japoneses querendo contratar o Bola, que nesta edição vive um dia de peixe ! Esse Bolinha é anormal, é a reencarnação do falecido Joselito de Cascatinha!
O que vemos é um festival de sacanárres, fanfarronices e até body modification. Com alguns toques do Marquito, do Ratinho, que há uns 10 anos usava na TV o “brinquedo” que Bolinha descobriu por acaso. E Marcos Chiesa, neste quadro, paga por seus pecados e dos seus antepassados também.

– Mãns, não sei se antes ou depois disso, Marcos Chiesa esteve/ava/ora/ão/èrem/arving  junto com Vesgo cobrindo o Spring Break em Cancún. Mais minas loucas, cheias de amor pra dar, e mais body shot . Uma mangueira e um funil literalmente ABASTECEM as pessoas que querem “rodar com o tanque cheio”. Outra versão tem um registro pro ‘combustível’ descer mais rápido. Rolou até uma ligeira mensagem subliminar… Vai gostar de beber não sei aonde, e eu aqui me achando o anormal só com os meus refrigerantes. Vesgo mostra que ainda precisa de uma revisão nas apostilas do Fisk (“THE MANS” foi demais, não tem como passar no TOEFL desse jeito, meu fio!)
E como se não bastasse, ainda espalha ainda mais a fama do “Brasil falso” que vem desde aquele filme Lambada, a Dança Proibida, com uma “tequila” muito especial e… apimentada, digamos assim. Uma tequila arretada. Para garantir a audiência, um pequeno clipe de Nicole Bahls, mostrando que não faz feio naquele lugar de tantos cuerpos mais aparentes do que a média. PUTZ, El Simbolo com “No Te Preocupes Más”, essa é do tempo que eu tava no cursinho, os caras estão escavando os arquivos da Jovem Pan!
Com tudo isso, podemos gritar e dizer: Nicole Bahls éééée… éééée…. É DO BRASILLLLLLLLL!!!!

– E vamos de um extremo a outro daquela famosa escala aposentada da Desciclopédia. Começa agora mais um Big Biba Brasil. Mais um não, é o último capíttoloooo! Pô, já começaram mandando a continuidade pra casa do chapéu. Fora frases como:

E agora,vamos conversar com ele… Marlene!!” Pedro Bilal

Putz, sacanárres passo a passo! É o Telecurso do Pânico na TV!… E NOOOOOSSSAAAA (sooo 2009, mas vamos em frente), uma prova INÉÈÈÈÈDITA na TV brasileira decide quem será a “rainha” do BBB mais alternativo do Brasil. E a prova é caprichada, tem até aqueles botões de automaação industrial que vende na Sergon Codimel! Mais uma festa, e com um show pra lá de especial com a diva do momento, Lady Fanha!
E três participantes matam a saudade das famílias pelo telão, como Naruto, digo, Evandro. Serjinho e ele, Marlene! Pedro Bilal, no entanto, joga pra escanteio lendo um poema de mil novecentos e João Kleber. O final é um tanto Andy Kaufman, mas pelo menos tem a paródia da música do Paulo Ricardo…

– E quando a gente pensa que tudo acabou, vem aí um novo reality show. Sei lá se vem, mas só essa chamada já é histórica. Chega de BBB, o negócio agora é BBA!

– E no palco, os bebebês covers continuam a responder perguntas do Twitter, em meio a vários merchãs. O programa entra em um estado faustônico de “quem sabe faz ao vivo”. Talvez aproveitando que não foram anunciadas matérias não exibidas, desta vez. Dá-lhe scan, seek, skip, FF e assemelhados. Como diria o Freddie Mercury prateado: “Tem mais matéria não?” Não tem, mizifi. O programa termina com um migué se Bicésar beija Dorrabo na boca, um beijo da paz, digamos assim.

E finalizando com uma curiosidade. As relações entre Dr. Robert Rey e RedeTV! estão meio estremecidas por causa do lançamento de uma linha de cosméticos chamada Dr. Hollywood, lançada sem o aval do Dr. Rey. O que acontece. Parece que está sendo gravado uma espécie de Dr. Hollywood brasileiro, isto é, com cirurgiões e pacientes todos daqui. Será que dá certo ou é mais um projeto mirabolante, como a novela brasileira “Carrossel II” do SBT?… Vamos ver, na tela da RedeTevêr, sô! Valeu, Brasil! Té+!

Anúncios

2 Respostas para “Pânico na TV 06×10: Que cabelo é esse, Sabrina?

  1. Corrige aí: é a Juju, e não a Nicole, que está participando do “Quem chega primeiro?”. 🙂
    > Opa! Obrigado pelo toque, texto corrigido!

  2. Rapaz, e eu doido pra lembrar qual o nome dessa música do Spring Break… uhiueahae

    Enfim, hoje eu assisti ao programa todo e dei umas boas risadas, e é porque meu humor estava do nível da compaixão do Bolinha para com o Bola.

    E, definitivamente, os editores do Pânico estão vendo muitos YouTube Poops: o beijinho entre Prateado e Rodrigo Faro (e a consequência dele, principalmente), é muito semelhante ao que acontece quando alguém vê o Weegee…

    E Mução é muito bom, Igor! Brilha muito no Nordeste, hehe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s